.posts recentes

. Ainda o Open da Austrália...

. Wimbledon - Franceses em ...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

Ainda o Open da Austrália'08...

 

 

Como nem só das competições seniores de singulares vive um torneio do Grand Slam, não poderia deixar de dar o devido destaque aos vencedores e vencidos nas restantes vertentes.

 

 

Começando pela competição de pares masculinos, registou-se a primeira vitória de um par israelita na história do ténis mundial. Andy Ram e Jonathan Erlich sagraram-se vencedores deste primeiro Grand Slam da temporada, ao vencerem o par Arnaud Clément / Michael Llodra, por 7-5 e 7-6(4). Foi o décimo primeiro título da dupla israelita.

 

 

Na competição de pares femininos, Israel voltou a ter representante: Shahar Peer. No entanto, desta feita, a israelita não foi capaz de conquistar o título na companhia da bielorrussa Victoria Azarenka - que é treinada pelo português Antónia Van Grichen-, cedendo frente às "manas" Bondarenko, Alona e Katerina, por 2-6, 6-1 e 6-4. As ucranianas conquistaram em Melbourne o primeiro título, em pares femininos, das suas carreiras.

 

 

Já na competição de pares mistos, o título foi para o sérvio Nenad Zimonjic e para a chinesa Tiantian Sun, que derrotaram os indianos Mahesh Bupathi e Sania Mirza, por 7-6(4) e 6-4. A dupla quinta cabeça-de-série demonstrou na final o poderio exibido nos encontros anteriores, em que venceu as primeira e terceira mais cotadas duplas em prova.

 

 

 

Por fim, nos juniores, Bernard Tomic e Arantxa Rus venceram as competições masculina e feminina, respectivamente.

Tomic bateu Tsung-Hua Yang na final, por 4-6, 7-6(5) e 6-0 e, aos 15 anos e 3 meses de idade, tornou-se no mais jovem de sempre a vencer uma competição júnior do Grand Slam, destronando o norte-americano Donald Young.

Por seu lado, Arantxa Rus, de 17 anos, derrotou Jessica Moore e impediu o pleno australiano (quer Tomic quer Moore são australianos). Em apenas dois parciais, 6-3 e 6-4, a holandesa demonstrou ser uma das melhores juniores mundiais e apresta-se agora para participar em força numa campanha de challengers do circuito mundial feminino.

 

publicado por Morais às 02:28
link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Julho de 2007

Wimbledon - Franceses em destaque

No 11º dia da prova londrina de Wimbledon, os franceses estiveram em grande evidência, conquistando importantes vitórias em toda a linha. Com efeito, Marion Bartoli apurou-se para a sua primeira final de um Grand Slam, Richard Gasquet logrou um espantosa reviravolta frente a Andy Roddick e garantiu lugar nas semi-finais masculinas e Arnaud Clement, Michel Llodra (em parceria) e Fabrice Santoro (com Nenad Zimonjic) garantiram acesso também às meias-finais do quadro de pares masculinos. Um dia em cheio para os franceses.

Nos restantes encontros do quadro de singulares masculinos, Rafael Nadal livrou-se com facilidade inesperada de um jogador contra quem sempre sentiu dificuldades: Tomas Berdych. O espanhol revelou-se muito sólido e confiante e acabou com as esperanças do checo em chegar, pela primeira vez, a uma fase ainda mais adiantada da prova; já Novak Djokovic, voltou a disputar uma autêntica maratona frente a Marcos Baghdatis, desta vez de cinco horas, distribuídas por igual número de sets.

Num jogo verdadeiramente espectacular, Baghdatis viu-se a perder por dois sets a zero, mas conseguiu recuperar e igualar a contenda, apenas para ceder por 7-5 numa quinta partida emocionante. Segue em frente o sérvio, mas a grande incógnita será a sua real forma física, depois de mais de nove horas em court nos dois últimos dias. E se para Rafael Nadal, seu adversário nas meias-finais, isso seria normal, para Djokovic talvez seja um fardo muito pesado. Hoje se verá; por fim, o nº1 mundial Roger Federer, voltou a vencer (Juan Carlos Ferrero) e será o adversário de Richard Gasquet. Pouco há a dizer sobre a vitória do suíço, a não ser que cedeu um set, coisa que já não acontecia desde a final do ano passado frente a Rafael Nadal.

Para hoje, muita emoção prevista, com a final feminina a seguir à primeira meia-final masculina (Federer-Gasquet) no court central e a outra meia-final masculina, Nadal-Djokovic, no court 1, tudo a partir das 12h.

 

publicado por Morais às 11:17
link do post | comentar | favorito

.Visitas

blogs SAPO