.posts recentes

. ATP - Vencedores da seman...

. EUA conquistam "saladeira...

. A semana de Tursunov

. Forasteiros em vantagem

. US Open - Dia 3 em imagen...

. Tursunov coroado em India...

. Halle, Queen's e Birmingh...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

Domingo, 13 de Janeiro de 2008

ATP - Vencedores da semana


Kohlschreiber venceu Ferrero e arrebatou o segundo título da carreira

Auckland - Heineken Open 2008

Philipp Kohlschreiber - Juan Carlos Ferrero: 7-6(4) e 7-5



Tursunov acabou com as esperanças australianas em Guccione

Sydney - Medibank International'08

Dmitry Tursunov - Chris Guccione: 7-6(3) e 7-6(4)


Quadro final Auckland'08
Quadro final Sydney'08


publicado por Morais às 18:45
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

EUA conquistam "saladeira"

Sem espinhas. Assim pode caracterizar-se a vitória norte-americana na edição de 2007 da mais importante competição por equipas do ténis mundial.
Menos equilibrada e emotiva do que o esperado, a final da Taça Davis, disputada em Portland, revelou-se um autêntico passeio para os estado-unidenses. Claramente mais adaptados ao piso do Memorial Coliseum, os jogadores da equipa da casa tiraram grande partido desse factor, aliado ao apoio incondicional do seu público, para bater, por claros 4-1, uma selecção russa desfalcada pelas ausências de Marat Safin e Nikolay Davydenko (nos singulares).
Com efeito, a estratégia adoptada por Shamil Tarpischev pode ter resultado em Moscovo, na época transacta (os russos bateram os americanos por 3-1), mas fracassou completamente este ano. Dmitry Tursunov, lançado para o embate com Andy Roddick, esteve muito desastrado, permitindo a conquista fácil do primeiro e importante ponto da final para os EUA.
Para agravar ainda mais a situação, no segundo singular, Mikhail Youzhny apanhou pela frente um inspirado James Blake e, pese embora a excelente réplica, acabou também por sucumbir em quatro parciais -6-3, 7-6(4), 6-7(3) e 7-6(3)-, num jogo de emoções fortes.
Desta forma, ao cabo do primeiro dia, o seleccionador russo deve ter regressado ao hotel a mal-dizer as suas opções e a rezar pelo milagre da reviravolta.
Contudo, no segundo dia haveria de ficar mesmo tudo resolvido. O estranho par Andreev/Davydenko não foi capaz de incomodar os incontestados líderes do ranking mundial da especialidade, os irmãos Bryan, perdendo por 7-6(4), 6-4 e 6-2 e permitindo que a última jornada fosse apenas de consagração para os norte-americanos.
Trigésima segunda "saladeira" da história dos EUA, mas apenas a primeira desde 1995, curiosamente também conquistada frente à Rússia, num ano em que pontificavam na equipa grandes nomes como Andre Agassi, Pete Sampras, Jim Courier e Todd Martin.

 

p.s.: artigo retirado do site Livre Indirecto.

 

publicado por Morais às 23:40
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

A semana de Tursunov

Mas tão pesado para quê, perguntará o russo. Afinal, o que me interessa é o dinheiro!!

Dmitry Tursunov parece destinado a ganhar torneios na última semana do mês de Setembro. Um ano depois de ter triunfado, nesta mesma altura do ano, em Mumbai, o russo voltou a repetir o feito, mas agora em Banguecoque, o evento que se disputa em paralelo com aquele.

Num torneio muito afectado pelas desistências -Rafael Nadal, Novak Djokovic e Andy Roddick foram baixas de última hora-, Tursunov foi quem melhor partido soube tirar da situação, aproveitando para se impôr aos tenistas menos cotados que lhe surgiram no caminho, entre eles Benjamin Becker, na final.

O alemão, responsável pelo fim da carreira do lendário Andre Agassi, foi um dos grandes protagonistas da semana. Bateu Carlos Moya e Thomas Berdych, dois dos principais cabeças-de-série e favoritos à conquista do título, e atingiu a sua primeira final de nível ATP. No entanto, a senda vitoriosa terminou no confronto com Tursunov e os parciais de 6-2 e 6-1 não deixam lugar a dúvidas quanto à superioridade deste, bem mais habituado a estas andanças.

Segundo título do ano para o russo (3º da carreira) e mais 55000€ em prémios monetários.

 

Quadro final Banguecoque'07

 

publicado por Morais às 00:14
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Setembro de 2007

Forasteiros em vantagem

Imagem do Scandinavium Arena, onde se disputa o Suécia-EUA
Paralelamente às inúmeras eliminatórias dos play-off da Taça Davis, realizam-se os não menos importantes embates das meias-finais da competição. De um lado, em Moscovo, Rússia e Alemanha; do outro, em Gotemburgo, Suécia e EUA. Para já, e ao cabo de dois dias de competição, as equipas que actuam fora de portas, Alemanha e EUA, encontram-se a vencer por 2-1, uma vantagem preciosa, mas não decisiva. Assim, para amanhã, prevê-se emoção a rodos nos pavilhões sueco e russo, com o púlico local a inflamar certamente o ambiente com o aproximar da hora de todas as decisões.
Philipp Kohlschreiber foi o herói do dia, ao relançar a eliminatória, depois de uma paupérrima exibição de Tommy Haas.
No Olímpico de Moscovo, estavam reservados para o primeiro dia o encontro entre Igor Andreev e Tommy Haas, seguido do Nikolay Davydenko vs Philipp Kohlschreiber. Aproveitando-se do menor acerto de Tommy Haas, que cometeu inúmeros erros não forçados, Andreev tomou as rédeas do encontro e, facilmente, bateu o germânico, com um triplo 6-2. E quando todos esperavam que Davydenko dilatasse a vantagem russa, eis que Philipp Kohlschreiber surge inspiradíssimo, jogando um ténis sólido e explosivo. Resultado: vergou Davydenko, em cinco partidas e quase 4h30m de jogo, por 6-7(5-7), 6-2, 6-2, 4-6 e 7-5.
A dupla alemã esteve impecável e a surpresa parece estar próxima...
Já hoje, no encontro de pares, os alemãs fizeram alinhar Philipp Petzschner ao lado do especialista da variante, Alexander Waske, para o confronto com a dupla Tursunov / Youzhny. Os alemães acabaram por levar a melhor, num encontro equilibrado, mas decidido em quatro partidas: 6-3, 3-6, 7-6(7-4) e 7-6(7-5). Desta forma, à entrada para o último dia da eliminatória, os alemães partem como favoritos à passagem à final, mas os russos têm boas armas para ainda dar a volta à eliminatória.
Os fãs suecos apoiaram incondicionalmente os seus atletas, mas a passagem à final parece já uma miragem.
Em Gotemburgo, no Scandinavium Arena, a grande novidade sueca foi Joachim Johansson, ausente dos courts há cerca de 8 meses. Ainda assim, o "Pimpim" foi escolhido para defrontar Andy Roddick, num jogo em que nenhuma troca de bolas atingiu as dez pancadas e apenas duas delas chegaram às 9! Roddick levou a melhor, por 7-6(7-4), 7-6(7-3) e 6-4 e colocou os americanos na frente do marcador.
O sueco Thomas Johansson tem demosntrado o porquê de ser um especialista em superfície de carpete. A vitória sobre James Blake não deixou qualquer dúvida.
No entanto, tudo ficaria novamente empatado após o duelo entre o outro Johansson, de seu nome Thomas, e James Blake. Com uma exibição de gala, o veterano sueco não deu quaisquer hipóteses a Blake, vencendo por 6-4, 6-2, 3-6 e 6-3.

Os irmãos Bryan têm sido um dos garantes desta selecção. Em 13 eliminatórias, apenas uma derrota. 

Mas, já hoje, os americanos retomaram a dianteira, depois dos irmãos Bryan terem elevado o seu saldo de vitórias na Taça Davis para 12 (contra apenas um derrota) no embate com os especialistas de pares Jonas Bjorkman e Simon Aspelin. Os parciais (7-6(13-11), 6-2 e 6-3) não deixam dúvidas quanto à superioridade da dupla americana, que colocou a equipa numa posição bastante confortável.


Agenda do dia 3

Suécia - EUA
Jogo 4 - Andy Roddick vs Thomas Johansson
Jogo 5 - James Blake vs Joachim Johansson

Rússia - Alemanha
Jogo 4 - Nikolay Davydenko vs Tommy Haas
Jogo 5 - Igor Andreev - Philipp Kohlschreiber

 

publicado por Morais às 23:48
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

US Open - Dia 3 em imagens

Bela vista do exterior do court Arthur Ashe, ontem, antes do jogo de Rafael Nadal

 

Rafael Nadal teve um dia bem difícil. Bateu o qualifier Alun Jones, mas teve de suar muito para se impor, por 7-5, 3-6, 6-4 e 6-1.

 

Já o russo Mikhail Youzhny quase nem chegou a aquecer. "Cilindrou" o francês Devilder: 6-0, 6-1 e 6-2.

 

O veterano Tim Henman contrariou as previsões, vencendo Dmitry Tursunov apenas pela 2ª vez em 7 confrontos, e adiou o adeus à modalidade em provas ATP.

 

O russo Marat Safin desenvencilhou-se do canadiano Frank Dancevic, ultimamente muito inspirado, em três renhidas partidas: 7-5, 7-6(7-5) e 7-6(9-7).

 

Teimurasz Gabashvili foi a surpresa do dia. E que prazer foi vê-lo jogar! Derrotou Fernando Gonzalez, num jogo de bombardeiros, em 5 sets. Venceu os dois primeiros e o último, impedindo a reviravolta de Gonzalez.

 

Gonzalez volta, assim, a fraquejar num torneio do Grand Slam. Depois da final na Austrália, apenas 2 vitórias em 5 partidas, em eventos desta categoria.

 

No lado feminino, Justine Henin voltou a impor-se com grande tranquilidade. A búlgara Pironkova foi presa fácil, sobretudo na segunda partida. No final: 6-4 e 6-0.

 

Ana Ivanovic continua a encantar. Venceu Aravane Rezai, por 6-3 e 6-1 e segue para a terceira ronda.

 

Também Venus Williams esteve bem, vencendo Ioana Raluca-Olaru, por 6-4 e 6-2.

 

Já nos encontros nocturnos, foi a vez de Roger Federer e Serena Williams exibirem credenciais.

 

Roger Federer, ontem a actuar de negro, bateu, sem dificuldade, o chileno Paul Capdevile, por 6-1, 6-4 e 6-4.

 

Serena Williams, por seu turno, teve de suar um pouco mais, mas a italiana Maria Elena Camerin não esteve à altura das grandes ocasiões de que dispôs, cedendo em dois parciais.

 

A perícia dos apanha-bolas...

 

Resultados do dia 3 - Singulares masculinos; Singulares femininos

Ordem dos jogos do dia 4

 

p.s.: comentários inseridos nas fotos

 

publicado por Morais às 10:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

Tursunov coroado em Indianapolis

Dmitry Tursunov levanta o pesado troféu, correspondente à vitória no torneio de Indianapolis

Ir vendo os seus mais directos concorrentes cairem face a oponentes de menor gabarito e cumprindo com a sua obrigação, até chegar ao título. Foi esta a receita para o primeiro triunfo de Dmitry Tursunov esta temporada, no torneio de Indianapolis. Num quadro onde poderia defrontar nomes como Robby Ginepri, James Blake e Andy Roddick, todos a actuar em casa e com pretensões em chegar ao título, o russo bem pode agradecer a sorte com que foi bafejado, uma vez que, ao invés destes, defrontou o desconhecido japonês Rei Nikishori, o poderoso americano Sam Querrey e o surpreendente canadiano Frank Dancevic, este último na final do torneio. Dancevic teve uma semana de sonho, tornando-se no primeiro canadiano a atingir uma final ATP desde a vitória de Greg Rusedski, entretanto naturalizado inglês, em Seul'95. No entanto, o tenista canadiano não foi capaz de contrariar o jogo de Tursunov, que, assim, arrebatou o segundo título da carreira e o primeiro do ano, o que lhe valeu um cheque de 73000€ e uma subida de quatro posições no ranking ATP, para a 26ª. Quanto a Dancevic, esse, ficou-se pelos 42800€ em ganhos monetários, mas conseguiu subir da 109ª para a 92ª posição da hierarquia masculina.

 

Quadro final Indianapolis'07

 

publicado por Morais às 13:34
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Halle, Queen's e Birmingham - Quartos-de-final

Nicolas Mahut

 

Em Londres, dia aziago para Rafael Nadal que não conseguiu aceder, pela primeira vez na carreira, às meias-finais do torneio de Queen's, tendo ficado pelo caminho às mãos do francês Nicolas Mahut, ex-campeão júnior de Wimbledon. Andy Roddick, Dmitry Tursunov e Arnaud Clement compõem, conjuntamente com Mahut, o quadro dos semi-finalistas.

Em Halle, Tomas Berdych e Marcos Baghdatis prosseguem na senda das vitórias, defrontando agora Jarkko Nieminen e Philipp Kolschreiber, respectivamente, na tentativa de acederem à tão desejada final.

Já em Birmingham tudo se afigura muito complicado no que à conclusão do torneio diz respeito. Hoje voltou a jogar-se pouco e ainda não se disputou qualquer encontro dos quartos-de-final, facto que começa a ser preocupante. A essa fase do torneio garantiram já acesso Jelena Jankovic e Na Li, enquanto Maria Sharapova aguarda ainda tréguas por parte da chuva para fazer a sua aparição em encontro da terceira ronda.

 

Resultados do dia:

 

Halle

Queen's

Birmingham

 

publicado por Morais às 23:56
link do post | comentar | favorito

.Visitas

blogs SAPO