Porto

.posts recentes

. Aconteceu esta semana (28...

. Bolamarela - Crónica de C...

. Ténis português

. De passagem...

. Confirmado!

. Michelle Brito faz histór...

. Portugueses em retrospect...

. A zero

. A sentença final

. Taça Davis - Portugal em ...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

.Stats

Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

Aconteceu esta semana (28.01 a 04.02)


Da esquerda para a direita: Magali de Lattre, Neuza Silva e Maria João Koehler. A estas juntou-se Ana Catarina Nogueira para completar o conjunto de atletas que defendeu as cores lusas na Fed Cup.

Portugal foi despromovido ao Grupo II da zona Euro-Africana da Fed Cup. Na poule realizada em Budapeste, que contava com a participação de Ana Ivanovic, Jelena Jankovic, Agnes Szavay, Patty Schnyder, Agnieszka Radwanska e Caroline Wozniacki, tenistas do top-50 do ranking WTA, a selecção nacional conseguiu escapar a todas elas. Em sorte sairam-nos Bulgária, Holanda e Luxemburgo, num sorteio "amigo".
Ainda assim, Neuza Silva e companhia não foram capazes de vencer um único encontro em toda a primeira fase, quedando-se pela última posição do grupo.
Depois, na última oportunidade de manutenção no Grupo I, cabia à selecção das quinas defrontar a Grã-Bretanha, em mais uma dura prova.
Nova derrota, por 0-2 (o par não se realizou), e consequente descida ao Grupo II.
Fraca prestação das pupilas de Pedro Cordeiro, que, em jeito de rescaldo, elogiou a atitude de Ana Catarina Nogueira ao longo de toda a prova e afiançou que Portugal tem equipa para regressar à terceira divisão do ténis mundial a curto prazo.
Como era esperado, Sérvia e Suíça garantiram a subida ao II Grupo Mundial e a Geórgia, para além de Portugal, foi despromovida.

Gonzalez venceu o título em Viña del Mar sem ter necessitado de jogar a final

O chileno Fernando Gonzalez venceu em Viña del Mar, no seu próprio país, o primeiro título da temporada.
Antes de disputar a partida das meias-finais, já Gonzalez sabia que a vitória nesse encontro o levaria à conquista do ceptro, devido à lesão contraída pelo outro finalista, o argentino Juan Monaco, na final da variante de pares.
Num jogo emocionante, "Fena" levou de vencida o uruguaio Pablo Cuevas, por 6-7(4), 7-6(6) e 6-2, tendo salvado 2 match-points a 6-5 no segundo set.
Cuevas disputou em Viña del Mar o seu primeiro torneio de nível ATP, não se saindo nada mal, portanto. Faltou apenas um bocadinho para ser a estreia perfeita...

Foto www.tribuneindia.com

O tenista sueco Joachim Johansson anunciou a retirada definitiva do circuito professional masculino.
Johansson foi considerado uma das maiores esperanças da década para o ténis sueco, mas viu a sua carreira ser fustigada por inúmeras lesões.
"Pim-pim", nome pelo qual é conhecido, chegou a atingir a nona posição do ranking mundial em 2005, num ano em que venceu dois títulos -Adelaide e Marselha- logo nos dois primeiros meses da temporada e estabeleceu a melhor marca de ases num só encontro (51), entretanto igualada por Ivo Karlovic.

Foto AFP

João Lagos confirmou a presença de Nikolay Davydenko no Estoril Open'08. O russo junta-se, assim, a Roger Federer naquele que será, sem dúvida, o mais forte torneio de sempre. Por ora, estão garantidos dois top-4 do ranking mundial...aguardemos para ver que surpresas mais nos reserva o empresário português.

Foto AFP

Rússia, EUA, China e Espanha apuraram-se para as meias-finais do Grupo Mundial da Fed Cup.
As russas foram a Israel bater a selecção local, por 4-1, com Maria Sharapova em grande destaque.
Por seu lado, a selecção americana, que tinha uma tarefa previsivelmente fácil, suou um pouco do que o esperado, com a vitória sobre a Alemanha (4-1) a surgir apenas no último dia (ontem, por causa das chuvas), através do Ashley Harkleroad.
Já a China foi a grande confirmação, ao bater uma desfalcada França (nem Golovin, nem Mauresmo, nem Bartoli participaram), por 3-2, com a dramática vitória a ser consumada no decisivo encontro de pares.
Por fim, as espanholas conseguiram uma fantástica vitória em Nápoles, muito por culpa das excelentes exibições de Anabel Medina-Garrigues e da desinspiração de Francesca Schiavone. 3-2 foi o resultado final, mas os dois últimos encontros, que deram em vitória das italianas, serviram apenas para cumprir calendário.

publicado por Morais às 23:17
link do post | comentar | favorito

Bolamarela - Crónica de César Coutinho




Está já disponível no site Bolamarela mais uma excelente crónica de César Coutinho sobre o actual estado do ténis em Portugal. A não perder, aqui!


publicado por Morais às 20:46
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Ténis português



Numa semana de emoções fortes também para o ténis português, recomendo que consultem os sites Bolamarela e Ténis em Portugal para mais informações. No primeiro é feito o acompanhamento dos seniores de maior renome (quadros incluídos) e no segundo é dado importante destaque também aos mais jovens praticantes do nosso país.


publicado por Morais às 18:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

De passagem...



Ao que tudo aponta será breve a passagem de Gastão Elias pela 6ª posição do ranking mundial júnior, uma vez que a IMG, empresa que gere a carreira do jovem português, decidiu, desde já, "lançá-lo às feras".
Apostado na afirmação no circuito profissional sénior, é muito provável que o tenista da Lourinhã não volte a jogar qualquer evento júnior, mas este não deixa de ser um marco histórico e um registo notável, apenas superado pelo de Cunha e Silva, nº1 mundial do escalão entre Janeiro e Abril de 1985.

publicado por Morais às 00:50
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Confirmado!



De eventual presença a presença confirmada foi um instante. A notícia inicialmente veiculada dava conta apenas da forte possibilidade de Gastão Elias e Michelle Brito, duas das maiores esperanças do ténis nacional, marcarem presença na próxima edição do Estoril Open, mas, já hoje, ficou oficializada a vinda dos dois tenistas a Portugal, eles que estão radicados nos EUA e por lá passam grande parte do ano.

Mais uma excelente notícia para um dos maiores eventos desportivos realizados no nosso país, que, na próxima época, deverá atingir picos de mediatismo nunca antes vistos.


publicado por Morais às 15:05
link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Michelle Brito faz história

Michelle Brito fez história no panorama do ténis nacional

Michelle Brito venceu, este Domingo, o Orange Bowl'07, uma espécie de campeonato mundial de juniores da modalidade. A tenista portuguesa tornou-se, assim, na terceira jogadora a vencer o evento com apenas 14 anos, igualando os feitos da checa Nicole Vaidisova (2003) e Anna Kournikova (1995).

Numa prova de enorme categoria, garra e determinação, Michelle venceu, consecutivamente, as wild-card americanas Asia Muhammad e Mallory Burdette, a romena Ioanna Ivan, a austríaca segunda cabeça-de-série e detentora do título, Nikola Hofmanova, a holandesa Arantxa Rus (consumando a vingança pelo desaire no México) e, finalmente, a americana Melanie Oudin (7-5 e 6-3), que vinha duma série de 27 jogos consecutivos sem perder. E tudo isto cedendo apenas um set, na meia-final. Simplesmente fabuloso!

Agora, como a própria revelou, segue-se uma temporada a tempo inteiro (com as devidas limitações) no circuito profissional, um desafio para o qual afiança estar preparada. Nós cá aguardaremos a desejada afimação, desde já com uma inabalável certeza: a "miúda" é fantástica!

No plano masculino, também Gastão Elias esteve presente e com algum destaque. O jovem português atingiu os quartos-de-final, perdendo apenas para um inspirado Jarmere Jenkins.

No escalão inferior (sub-16) competiu Miguel Almeida. Sétimo cabeça-de-série à partida, o português quedou-se pela segunda ronda do evento, um pouco abaixo das expectativas em si depositadas.

 

Quadros finais Orange Bowl'07: Femininos sub-18; Masculinos sub-18; Masculinos sub-16

 

publicado por Morais às 23:55
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Portugueses em retrospectiva

Foram vários os tenistas portugueses em acção na semana de 19 a 25 de Novembro. Já vai longe, é certo, mas as prestações foram globalmente positivas, pelo que não poderia deixar de colmatar essa ausência de informação sobre o ténis do nosso país (disponível nos sites Ténis em Portugal, Luso Ténis e agora também no novíssimo Bolamarela).

Frederico Gil, em acção frente a Luis Horna - foto ATPeru Leonardo Tavares no seu encontro da primeira ronda, frente a Pablo Cuevas - foto ATPeru

No sector masculino, Frederico Gil e Leonardo Tavares participaram num challenger de 50000$ em Lima, no Perú. E se Leonardo se quedou pela ronda inaugural, pese embora a excelente réplica (perdeu no tie-break do terceiro set) oferecida ao futuro vencedor do evento, Frederico Gil avançou até aos quartos-de-final, sendo travado pelo segundo favorito, Luís Horna, em três parciais. Num jogo em que não conseguiu aproveitar muitas das inúmeras oportunidades de que dispôs, Gil sucumbiu por 6-2, 1-6 e 6-3, facto que em nada desprestigia a sua excelente campanha em torneios challenger, nesta temporada de 2007.

Já Rui Machado esteve presente num future espanhol (10000$), disputado na terra batida de Barcelona. O tenista algarvio teve uma semana muito boa, batendo o primeiro cabeça-de-série e habitual parceiro de treino de Rafael Nadal, Bartolomé Salva-Vidal, logo de entrada, e perdeu apenas para o jovem francês Jonathan Eysseric (que viria a vencer o evento), num encontro em que foi forçado a desistir, em virtude de uma lesão no pé.

Por fim, Gastão Elias, participou no qualifying do challenger americano de Knoxville, baqueando na primeira ronda, quando até era cabeça-de-série. Foi um final infeliz para a sua temporada sénior, mas não deixou de ser uma primeira época (a meio gás) muito interessante.

Michelle Brito este em destaque por terras mexicanas 

No sector feminino, Michelle Brito marcou presença no 25000$ da Cidade do México, conseguindo alcançar os quartos-de-final -perderia com a ex-top30 Clarisa Fernandez- e garantindo, em função do resultado negativo de Frederica Piedade, o direito a terminar a época como a segunda melhor portuguesa no ranking mundial, no lugar 292. Notável!

Por seu lado, Neuza Silva, Frederica Piedade, Catarina Ferreira, Magali de Lattre e Demi Rodrigues actuaram aqui no nosso país, no 25000$ da Quinta da Beloura. Destas, apenas Neuza, Frederica e Magali conseguiram uma vitória, perdendo logo de seguida, na segunda ronda. Algo desapontante, mas a época já vai longa, sobretudo para Neuza, e a frescura física e mental não é certamente a mesma.
 

Desta forma, não tendo sido propriamente brilhante a semana transacta, também não foi desprestigiante para o ténis português, sobretudo por culpa de Frederico Gil, Rui Machado e Michelle Brito, autores de mais que uma vitória nos torneios onde participaram.

 

publicado por Morais às 17:12
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Setembro de 2007

A zero

Os holandeses festejaram a manutenção no Grupo I da zona Euro-africana

Terminou da pior forma, para Portugal, o playoff do Grupo I da Zona Euro-africana. Os comandados de Pedro Cordeiro escalados para os jogos de hoje, no Ahoy, em Roterdão, não foram capazes de se superiorizar aos holandeses e a eliminatória terminou com um pesado 5-0 a favor da equipa da casa.

Frederico Gil, que se apresentava em excelente momento de forma à partida, voltou a revelar as evidentes falhas do seu jogo, nomeadamente no capítulo ofensivo, e perdeu frente a Robin Haase, com parciais de 6-3 e 6-4; já Rui Machado, utilizado em detrimento de Gastão Elias, acabou também por não ser capaz de desfeitear a jovem promessa do ténis holandês, Jesse Huta-Galung, que venceu por 6-3, 3-6 e 6-2, ao cabo de pouco mais de 1h30m de jogo.

Com esta derrota, Portugal vê consumada a descida ao Grupo II da zona Euro-africana e terá, no próximo ano, de lutar muito para regressar a esta divisão que agora deixa, por forma a consolidar, definitivamente, o seu crescimento no panorama do ténis mundial.

 

publicado por Morais às 21:39
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Setembro de 2007

A sentença final

Gastão Elias e Frederico Gil não conseguiram obter o ponto da esperança para Portugal.
A já aguardada derrota de Portugal, frente à sua congénere holandesa, e consequente descida ao Grupo II da Zona Euro-africana aconteceu talvez mais cedo do que o previsto.
Hoje, no encontro de pares, o do tudo ou nada para os portugueses, Gastão Elias e Frederico Gil não foram capazes de adiar a decisão da eliminatória para amanhã, sucumbindo à experiência da dupla Peter Wessels / Jesse Huta-Galung. 2-6, 7-6(7-5), 6-7(5-7) e 3-6 foram os parciais da derrota, que retira muito interesse ao último dia de competição, apenas para cumprir calendário.
Para Pedro Cordeiro "a derrota foi natural, mas os holandeses ainda apanharam uns sustos, sobretudo no encontro do Gastão, ontem, e hoje no par. Para o ano há mais.".
Efectivamente, agora interessa planear bem a competição do próximo ano, com vista a retornar rapidamente ao Grupo I, onde Portugal merece estar e donde saiu também pelo facto de ter actuado sempre fora de casa e em ambientes e superfícies mais favoráveis aos adversários.
Das prestações individuais, realce para Gastão Elias, que revelou muito do talento que poderá fazer dele um jogador de topo e se mostrou muito bem adaptado a esta superfície muito rápida do pavilha de Roterdão. Por outro lado, Frederico Gil não foi capaz de impôr o seu tipo de jogo, muito menos explosivo e pouco propenso para este tipo de pisos, acabando por deixar uma pálida imagem do seu real valor.
Amanhã, terão lugar, então, os dois singulares finais, sendo que, em princípio, Frederico Gil e Rui Machado serão os escolhidos para tentar averbar, pelo menos, o ponto de honra.
publicado por Morais às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Taça Davis - Portugal em maus lençóis

Gastão Elias surpreendeu pela positiva, mas não conseguiu superar Robin Haase e deixou Portugal a perder por 0-2.

Já se sabia difícil a missão portuguesa em Roterdão. E agora, ao fim do primeiro dia de competição, com um 2-0 desfavorável aos comandados de Pedro Codeiro, parece ter-se tornado impossível vergar esta selacção holandesa e garantir a permanência no Grupo I da Zona Euro-africana da Taça Davis.

Ontem, no primeiro singular, Frederico Gil demonstrou pouco da forma que o fez vencer em Sevilha e caiu, facilmente, às mãos de um experientíssimo Raemon Sluiter, por 6-2, 6-1 e 6-3, colocando Portugal a perder por 1-0 e dando indicadores preocupantes a uma selecção que depende muito do seu mais bem cotado tenista.

Para o segundo singular, e em virtude da lesão de Leonardo Tavares, Gastão Elias foi o jogador escalonado para o confronto com Robin Haase. E se o favoritismo claro do holandês, 104º jogador mundial, pareceu ter pesado muito na performance de Gastão nos dois primeiros parciais, o "Pepe" da Lourinhã soltou-se mais e acabou, surpreendentemente, por vencer os dois sets seguintes -6-2 e 7-5. No entanto, a maior experiência e frescura física de Haase foram determinantes na "negra", acabando por conduzi-lo à vitória final, com um concludente 6-2.

Hoje, terá lugar o encontro de pares, com a dupla Frederico Gil / Gastão Elias a tentar relançar os portugueses na disputa de uma eliminatória que parece já quase perdida. Mas a esperança é a última coisa a morrer...

 

publicado por Morais às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 26 de Agosto de 2007

Resultados da votação

No seguimento do sucedido na primeira fase de votação, a terra batida continua a ser a superfície em que mais adeptos preferem ver ténis. Usualmente designada por "pó-de-tijolo", este tipo de piso possibilita um ténis mais lento, trocas de bola mais longas e apela muito mais à capacidade física dos jogadores, pelo que, muitas vezes, os encontros são autênticas batalhas e se tornam um épicos duelos, que perduram por largos anos na memória dos espectadores. Por outro lado, a terra batida é, sem dúvida, a superfície de maior tradição no nosso país, quiçá um pouco por força da proximidade com Espanha.

Poderia enumerar um sem número de factores, pesar prós e contras, mas o que é facto é que só cada um poderá falar por si e explicar o porquê do maior interesse em assistir a um duelo nos mais lentos courts de pó-de-tijolo.

Por ora, contudo, todos teremos de nos contentar com as partidas em hardcourt, dado que o Open dos EUA está à porta e todas as atenções do mundo do ténis estão centradas em Flushing Meadows, palco do Grand Slam norte-americano. A seguir, com atenção.

 

publicado por Morais às 16:57
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Julho de 2007

Campeonatos da Europa

Falando ainda dos Campeonatos da Europa, importa referir que não decorreram apenas os de sub-18 masculinos. Também na Áustria, em Gastein, jogaram-se os campeonatos da europa femininos, igualmente de sub-18, com a presença das portuguesas Marina Gallo e Maria Guerreiro. Apenas esta última foi capaz de vencer um encontro, na primeira ronda de singulares, sendo que Marina Gallo venceu apenas dois jogos do seu encontro da eliminatória inaugural. Na variante de pares, em conjunto, as duas jogadoras foram eliminadas logo de entrada, podendo, assim, considerar-se negativa a prestação global das atletas portuguesas.

Martim Trueva (esq.) e Miguel Almeida (dir.) foram os representantes lusos nos europeus de sub-16

Já na categoria de sub-16, disputaram-se também os campeonatos europeus, em Moscovo. Na variante masculina, a representação ficou a cargo de Martin Trueva e Miguel Almeida. Ambos eliminados na primeira ronda de singulares, foi no torneio de pares que os portugueses se destacaram, atingindo os quartos-de-final. Ainda assim, esperava-se bastante mais, sobretudo da parte de Miguel Almeida, 10º cabeça-de-série do torneio.

A esquerdina Maria João Koehler ultrapassou uma ronda, mas baqueou na seguinteDemi Rodrigues passou por este europeu sem lograr qualquer vitória

Já em femininos, coube a Maria João Koehler e Demi Rodrigues defender a honra lusa. E aqui, apenas uma vitória, pertencente a Maria João, que caiu na terceira ronda. Em pares, a dupla portuguesa teve de defrontar as primeiras cabeças-de-série logo na ronda inicial e baqueou, por duplo 6-3.

Francisco RamosVasco Mensurado

Inês XavierMargarida Moura

Por fim, também em sub-14 se disputaram os europeus da categoria, desta feita em Ostrava, na República Checa. Estiveram presentes Francisco Ramos, recente campeão nacional da categoria, Vasco Mensurado, Margarida Moura e Inês Xavier. De todos eles, apenas Margarida Moura não foi capaz de ultrapassar uma ronda em singulares, sendo que todos os restantes se ficaram pela 2ª eliminatória. No entanto, houve lugar à disputa de quadros de consolação. Todos se quedaram pela primeira ronda, à excepção de Francisco Ramos, que seguiu até às meias-finais, onde perdeu com o espanhol Font-Carbonel.

Na variante de pares, as coisas não correram nada bem, tendo as duas duplas perdido na ronda número um.

Para informações mais completas recomendo a consulta do site Ténis em Portugal, onde é feito um acompanhamento exaustivo de tudo o que ao ténis português em geral diz respeito e as estes campeonatos da europa em particular.

 

Campeonatos da Europa

Sub-18

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares femininos

 

Sub-16

Quadro Singulares masculinos

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares masculinos

Quadro Pares femininos

 

Sub-14

Quadro Singulares masculinos

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares masculinos

Quadro Pares femininos

Quadro Consolação Singulares masculinos 2

Quadro Consolação Singulares femininos

Quadro Consolação Singulares femininos 2

 

publicado por Morais às 20:52
link do post | comentar | favorito

.Site amigo

Bolamarela

.Visitas

.Online

hit counter
blogs SAPO