.posts recentes

. Bolamarela

. Gil e Neuza: os campeões ...

. Polémica na Póvoa de Varz...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

Bolamarela

 

Encontra-se aberto, desde o passado dia 30 de Novembro, mais um espaço dedicado ao ténis. Este novo site (Bolamarela) prima pela qualidade, apresentando uma excelente base de dados (em notória expansão) e uma enorme variedade de conteúdos, respeitantes quer ao ténis nacional, quer ao ténis internacional, nível ATP/WTA.

Não deixem de o visitar regularmente e, caso estejam interessados em colaborar, respondam ao apelo feito na página principal!

 

publicado por Morais às 02:55
link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Setembro de 2007

Gil e Neuza: os campeões esperados

Frederico Gil - foto FP TénisNeuza Silva - foto FP Ténis

Por terras portuguesas, disputaram-se, esta semana, os Campeonatos Nacionais Absolutos, no Clube de Ténis do Estoril. Como muitos previram antes de se iniciar o evento, Frederico Gil e Neuza Silva, actuais melhores portugueses nos rankings mundiais respectivos, sagraram-se vencedores do torneio.

No quadro masculino, o grande atractivo era saber até que ponto Rui Machado poderia oferecer resistência a Frederico Gil, ele que está de regresso à sua melhor forma depois de uma longa paragem. E foi sem surpresa que vimos Gil ter de se aplicar a fundo para "dobrar" Machado, fazendo prevalecer a sua maior capacidade física na recta final do embate, que terminou com uns equilibrados 4-6, 6-1 e 6-4 a favor do campeão nacional, isto na meia-final da parte superior do quadro.

Da metade inferior, surgiu Pedro Sousa, o jovem que está agora a fazer a sempre difícil transição para os eventos seniores. Sousa aproveitou muito bem a desistência de Leonardo Tavares, na primeira ronda, para ir impondo o seu ténis poderoso e derrotar adversários menos cotados com segurança.

No entanto, na final, frente ao mais experiente jogador português em actividade, acusou alguma falta de ritmo e acabou por perder, por uns apertados parciais de 6-4 e 7-5.

Frederico Gil conseguiu, assim, renovar o título que conquistara na edição transacta e afirma-se como o melhor português também no plano interno, numa altura conturbada da sua carreira, marcada pela ruptura com João Cunha e Silva, seu treinador de longa data.

Já na vertente feminina, a setubalense Neuza Silva fez-se valer da sua maior competitividade para derrotar, na final, uma Ana Catarina Nogueira que, apesar de jogar apenas em part-time, continua a exibir uma forma invejável. Os parciais de 6-1, 5-7 e 6-4 atestam bem as dificuldades por que passou Neuza para renovar um título que já lhe pertencia e continuar a ostentar o estatuto de invencível, no plano interno, desde Maio de 2006.

 

Campeonato Nacional Absoluto

Quadro final masculino

Quadro final feminino

 

p.s.: adaptado do artigo publicado no site Livre Indirecto

 

publicado por Morais às 17:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Polémica na Póvoa de Varzim

Neuza Silva venceu na Póvoa, mas o torneio ficou marcado pela polémica

Disse-se aqui, num artigo publicado a semana passada, que Neuza Silva ia desdobrar-se, no decorrer da semana ontem terminada, entre dois torneios, o mesmo acontecendo com Magali de Lattre. Um deles, de 25000$, era jogado em Vigo e pertencia ao circuito de challengers do WTA; o outro, nacional, de 10000€, jogava-se na Póvoa de Varzim.

Acontece que, depois de prestações discretas em Vigo, Neuza e Magali acabaram por disputar o título entre ambas, no torneio nacional, vencendo Neuza Silva, por 6-3 e 6-4, No entanto, o torneio ficou macado pela polémica nos dias iniciais.

É que, vindas de Espanha, as duas jogadoras chegaram atrasadas ao seu encontro da primeira ronda. É verdade (ao que tudo indica) que avisaram o juíz-árbitro, mas as suas adversárias, Daria Neretina e Rita Freitas, respectivamente, sabendo do sucedido, solicitaram o adiamento do jogo para a manhã do dia seguinte, num gesto de desportivismo. O incrível é que o juíz-árbitro não soube gerir a situação e Neuza e Magali acabaram por vencer o encontro por...falta de comparência. Ridícula, a situação!

 

publicado por Morais às 19:39
link do post | comentar | favorito

.Visitas

blogs SAPO