Porto

.posts recentes

. Fotos Open da Austrália

. Open da Austrália - foto ...

. Open da Austrália - Foto ...

. Open da Austrália já em a...

. Quadros do Open da Austrá...

. Murray conquista Doha

. Cuidado com ele...

. A decorrer - loucos por X...

. Murray pisca o olho a Xan...

. Vídeos do Mutua Madrileña...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

.Stats

Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

Fotos Open da Austrália


Aproveitando uma selecção de fotos diárias feita pelo jornal Marca, escolhi algumas que retratam momentos vividos durante este Open da Austrália, no que concerne ao quadro masculino deste primeiro Grand Slam da temporada.



O assustador Andy Murray faz esta linda figura quase sempre que executa um golpe de serviço.



Marat Safin parece executar um golpe de magia. Onde está o braço do russo?



Sempre muito expressivo, o cipriota Marcos Baghdatis tem lugar cativo numa selecção de fotos de qualquer evento.



Mesmo com o sol a incomodar, não houve quem quisesse perder pitada. Este ano, bateu-se novamente o recorde de afluência de público, com cerca de 600 mil pessoas a passarem pelos courts do Melbourne Park.



Youzhny numa grande demonstração de agilidade. O russo só foi parado pelo francês Tsonga, em encontro dos quartos-de-final.



A famosa resposta de Novak Djokovic fez muita mossa ao longo do torneio. Que o diga Roger Federer...



Finalista na edição transacta, Gonzalez teve sempre muito público a apoiá-lo nas bancadas, mas não foi capaz de passar da terceira ronda este ano.



Onde é que ela anda? Roger Federer pareceu um pouco perdido neste Open da Austrália, caindo nas meias-finais 11 torneios do Grand Slam depois...(perdera com Rafael Nadal nessa fase, em Roland Garros'05)



Luís Horna brinca com a raquete. O peruano passou ao lado deste torneio.



Jo-Wilfried Tsonga foi o grande animador do evento. A empatia criada com o público ajudou a catapultá-lo para a final, mas, num dia de menor inspiração, foi domado por Novak Djokovic.



Andy Roddick depositava grandes esperanças neste primeiro Grand Slam de 2008. No entanto, o norte-americano não foi capaz de ultrapassar Philipp Kohlschreiber, dando largas à sua frustração.



Roger Federer ao serviço, perante o olhar atento do público presente na Rod Laver Arena.



Marcos Baghdatis foi embora mais cedo do que o previsto. O cipriota caiu às mãos de Lleyton Hewitt, o favorito da casa.



Nada nem niguém escapa às imitações de Djokovic...



A garra de Rafael Nadal não foi suficente para conquistar o torneio. Naquele dia, era quase impossível alguém vencer Tsonga. Ainda assim, o maiorquino aproximou-se de Federer na luta pelo poleiro do circuito ATP.



James Blake e a sua famosa esquerda. O norte-americano igualou a sua melhor marca em torneios do Grand Slam, mas, após 24 disputados, continua sem atingir uma única meia-final.



Novak Djokovic na celebração da vitória sobre Roger Federer, perante o efusivo público sérvio. Esse encontro escancarou-lhe a porta para a conquista do seu primeiro título do Grand Slam.



Mikhail Youzhny e a habitual saudação após cada vitória.



Novak Djokovic foi a estrela da companhia. O sérvio ergueu o troféu com um sorriso estampado no rosto.



A família Djokovic uniu-se em prol do filho mais velho. Marko e Giorgio, mais novos, conseguirão imitar "Nole" num futuro próximo?

publicado por Morais às 18:51
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

Open da Austrália - foto do dia 11




Inacreditável!  Apenas no antepenúltimo dia de prova aqui aparece Jo-Wilfried Tsonga. O francês tem sido o "showman" deste Open da Austrália e hoje voltou a surpreender, ao bater Rafael Nadal com enorme facilidade: 6-2, 6-3 e 6-2.
Aos 22 anos, Tsonga está a relançar uma carreira na sua fase inicial afectada por lesões e, não obstante o quadro difícil que tinha à partida, está já na final deste primeiro Grand Slam da temporada, tendo eliminado pelo caminho jogadores como Andy Murray, Mikhail Youzhny, Richard Gasquet e agora Rafael Nadal. Quem será o próximo?


publicado por Morais às 13:51
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

Open da Austrália - Foto do dia 1




O desespero de Andy Murray no encontro que ditou a sua eliminação precoce do torneio australiano. O escocês era um forte candidato ao triunfo final, mas não foi capaz de ultrapassar Jo-Wilfried Tsonga, logo na eliminatória inaugural.


publicado por Morais às 10:43
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

Open da Austrália já em andamento


Imagem da renovada Rod Laver Arena, palco principal deste tornsio do Grand Slam

Começou há já alguns minutos o Open da Austrália, primeira prova do Grand Slam da temporada de 2008. Este ano com a imagem renovada, graças à mudança de piso e respectiva cor (para Plexicushion azul), e com os quadros mais fortes dos últimos anos, a prova promete ser mais emotiva e espectacular ainda. É grande a expectativa em torno da forma que apresentarão os tenistas de topo que agoram retomam a actividade e do aparecimento de alguma cara nova, potencial revelação da temporada corrente. Na prova masculina, Roger Federer é o crónico grande candidato a um título que defende, mas a concorrência é muito forte e a sua metade de quadro -inclui Djokovic, Nalbandian, Baghdatis, Berdych, Safin e Hewitt, entre outros- bem mais complicada que a do espanhol Rafael Nadal -inclui Murray, Davydenko e Roddick-, também ele favorito ao triunfo neste evento australiano. Uma questão interessante reside no facto de, pela primeira vez, Nadal poder terminar uma prova como número um mundial, dado que o suíço, líder da hierarquia masculina, defende 1000 pontos neste evento e o maiorquino apenas 250, sendo que a diferença pontual entre ambos no ranking se cifra nos 1400 pontos. Improvável, mas possível. Já na prova feminina, apesar de ser Serena Williams a detentora do título, todas as atenções estarão centradas na belga Justine Henin, ausente na edição transacta. A belga é líder incontestada do ranking feminino e, sem dúvida, a que melhores atributos apresenta para atingir a vitória final. No entanto, terá de estar muito atenta, não só a Serena como também à sua irmã Venus e, entre outras, às russas Maria Sharapova e Svetlana Kuznetsova, à regressada Lindsay Davenport (perdeu apenas um dos 17 encontros que disputou depois de ser mãe) ou às sérvias Ana Ivanovic e Jelena Jankovic. Muito e bom ténis em perspectiva para as próximas duas semanas deste evento de categoria máxima, que oferece mais de 12 milhões de euros em prémios monetários, repartidos equitativamente pelos torneios masculino e feminino.

p.s.: artigo publicada no site Livre Indirecto

publicado por Morais às 01:15
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Quadros do Open da Austrália disponíveis

Estão já disponíveis no site Bolamarela os quadros masculino e feminino do Open da Austrália, primeiro torneio do Grand Slam da presente temporada.

 

Quadro masculino

Quadro feminino

 

Jogos em destaque

 

Masculinos

 

Roger Federer (1) - Diego Hartfield

Rafael Nadal (2) - qualifier

Novak Djokovic (3) - Benjamin Becker

Nikolay Davydenko (4) - Michael Llodra

Jo-Wilfried Tsonga - Andy Murray (9)

Ernests Gulbis - Marat Safin

Thomas Johansson - Marcos Baghdatis (15)

Nicolas Kiefer - Juan Carlos Ferrero (22)


Femininos

 

Justine Henin (1) - Aiko Nakamura

Svetlana Kuznetsova (2) - Nathalie Dechy

Jelena Jankovic (3) - Tamira Paszek

Ana Ivanovic (4) - Sorana Cirstea

Nicole Vaidisova - Ioana Raluca Olaru

Lindsay Davenport - Sara Errani

 

publicado por Morais às 09:53
link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Murray conquista Doha


Murray começou o ano da melhor maneira, melhorando a sua performance (finalista) no torneio de Doha

O tenista escocês Andy Murray venceu, hoje, o torneio de Doha, o mais importante dos três eventos ATP a decorrer esta semana, e tornou-se no primeiro líder da Corrida dos Campeões de 2008.
Numa final para a qual partia com algum favoritismo, o escocês voltou a dar boa conta de si e venceu o suíço Stanislas Wawrinka, por 6-4, 4-6 e 6-2.
Ainda assim, na minha opinião, nem tudo são rosas e daqui envio uma palavra reprovadora para a atitude que Murray por vezes adopta.
É certo que o escocês não rara vez consegue pontos inacreditáveis e reviravoltas (dentro de um dado ponto) espantosas, mas fica no ar a ideia que, em determinadas alturas, Murray facilita em demasia e adopta uma atitude displicente em court. Viu-se isso hoje, já se tinha visto também com Rainer Schuettler e tal não é, obviamente, positivo.
Não discordo que é complicado manter sempre a mesma intensidade tenística ao longo de todo um encontro, mas baixá-la a ponto de entregar de bandeja alguns jogos também não me parece a decisão mais acertada e acarreta, seguramente, maior desgaste físico e psicológico do que o que seria necessário.
Repense o escocês esta atitude e, com a capacidade técnica e táctica que tem, poderá ser um caso ainda mais sério no panorama do ténis mundial.
Este foi o quinto título da carreira de Murray e, acredito, o primeiro de muitos que conquistará este ano.

Quadro final Doha'08

publicado por Morais às 01:09
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Cuidado com ele...

Mesmo sabendo que, já em 2007, Andy Murray prometeu muito e depois, fruto de lesões no pulso e nas costas, acabou por frustrar algumas expectativas, arrisco dizer que, ou muito me engano, ou o britânico (escocês) vai ter um 2008 de grande nível (top-5? Porque não?).

Hoje, em Doha, Murray vergou o belga Olivier Rochus, por 6-0 e 6-2, dando mostras de muita maturidade e pura classe. Combinação explosiva.

E já que estamos numa onda de vaticínios, aproveito para discordar daqueles que afirmam que Ernests Gulbis ascenderá a lugares de topo na decorrer da presente época. Embora até simpatize com o letão e concorde que a facilidade do seu jogo é impressionante, creio que Gulbis tem ainda muito a aprender e maturidade a ganhar e que, por isso mesmo, não conseguirá sequer chegar ao top-20 do ranking mundial -é o actual 61º, tendo já figurado na 46ª posição. Cá estaremos para ver...

 

publicado por Morais às 18:41
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

A decorrer - loucos por Xangai

 

Se no sector feminino está já tudo definido no que toca às participantes na Masters Cup (Madrid - 5 de Novembro), o mesmo não acontece no sector masculino, com dois lugares ainda em aberto e muitos candidatos a ocupar essas vagas para a Masters Cup de Xangai, com início marcado para o próximo dia 11 de Novembro.

Esta semana, são dois os palcos para os torneios ATP e WTA. Paris e Quebec são o espelho da situação bem distinta que se vive nos dois circuitos, o masculino e o feminino, do ténis mundial.

A paragem parece não ter prejudicado Lindsay Davenport, que continua a jogar um ténis fantástico

No Canadá, face à total ausência de tenistas do top-10, já em preparação para o evento da próxima semana, em Madrid, o destaque vai inteirinho para a presença da 14ª jogadora mundial, a checa Nicole Vaidisova, e para a "super-mãe" Lindsay Davenport. Vaidisova ficou já pelo caminho, logo na ronda inaugural, a contas com uma arreliadora lesão no pulso direito; entretanto, Davenport arrepiou caminho até aos quartos-de-final e promete ser uma séria candidata à vitória final, ela que está a disputar apenas o seu terceiro torneio do ano.

Na cidade luz, têm sido muitas as emoções ao longo da semana. Nunca antes houve tanto em discussão no último Masters Series da temporada. Dezanove jogadores tinham, à partida, aspirações a uma presença na Masters Cup de Xangai e, ao cabo de três tondas, são ainda seis (cinco em prova) os candidatos às duas vagas disponíveis. Fernando Gonzalez, eliminado logo de entrada, nada mais pode fazer a não ser assistir do sofá à luta acérrima entre Tommy Robredo, Andy Murray, Richard Gasquet, Mikhail Youzhny e Marcos Baghdatis, restando-lhe esperar que apenas um destes últimos se consiga apurar, por forma a conservar a sua posição provisória (7º lugar), a penúltima das que dão acesso à prova que encerra a temporada. 

Nalbandian tem estado endiabrado. Voltou a vencer Roger Federer e afirma-se como um dos jogadores em melhor forma neste final de temporada. Pena que apenas possa almejar ser o suplente em Xangai....

De fora ficaram já, entre outros, Tommy Haas (derrotado por Youzhny) e David Nalbandian, que apenas "acordou" neste final de temporada. O argentino voltou, hoje, a vencer Roger Federer (e em 2 sets!), mas ficou a saber que não se apura, nem mesmo vencendo o evento francês.

Os jogos dos quartos-de-final, agendados para amanhã, são os que abaixo se apresentam - Ordem dos jogos.

 

David Nalbandian vs. David Ferrer

Andy Murray vs. Richard Gasquet

Tommy Robredo vs. Marcos Baghdatis

Mikhail Youzhny vs. Rafael Nadal

 

Artigo sobre a corrida para Xangai'07 - Actualização diária

 

publicado por Morais às 23:58
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

Murray pisca o olho a Xangai

Andy Murray não desaproveitou a oportunidade de colar-se aos mais sérios candidatos à presença na Masters Cup de Xangai

Está ao rubro a luta pelos dois lugares ainda disponíveis para a Masters Cup de Xangai deste ano.

O escocês Andy Murray, que passou grande parte do Verão a debelar uma lesão no pulso, parece ter reencontrado a sua melhor forma e afigura-se como um sério candidato a ocupar uma das vagas para a competição que encerra a época no ATP Tour, isto depois de se ter sagrado vencedor do Open de São Petersburgo.

No derradeiro encontro do evento russo, o escocês "cilindrou" o espanhol Fernando Verdasco -disputou a sua primeira final num piso que não a terra batida-, vencendo com clareza, por 6-2 e 6-3.

Com este título, o terceiro da sua carreira, Murray passou a somar 326 pontos na ATP Race, colando-se ao alemão Tommy (329) e apimentando ainda mais a semana tenística, cujo foco de interesse estará, esta semana, no Masters Series de Paris.

 

Quadro final São Petersburgo'07

 

publicado por Morais às 23:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Vídeos do Mutua Madrileña Masters Madrid

Aquando da passagem pelo Recinto Ferial Casa de Campo, para assistir aos encontros do primeiro dia do Mutua Madrileña Masters Madrid, aproveitei também para fazer pequenos vídeos em algumas das partidas do dia. De seguida, podem ver os três momentos seleccionados, de entre os muito gravados para a posteridade.

 

O primeiro deles é referente ao encontro entre o escocês Andy Murray e o checo Radek Stepanek. Pessoalmente, esperava um belo embate entre estes dois, mas Murray esteve imparável, vencendo com facilidade um Stepanek muito inconstante no jogo de rede -para fazer frente ao afinado passing-shot do Murray arriscou em demasia.

 

O segundo foi captado já no único duelo de pares a que assisti. Os intervenientes até nem eram especialistas da variante, mas achei que valia a pena ver em acção David Nalbandan, Guillermo Cañas, Carlos Moya e, claro, o regressado Gustavo Kuerten. No vídeo, um ponto rápido, concluído pelo brasileiro, que se exibiu em bom plano, tendo inclusivé merecido uma ovação por parte do público entusiasta, que encheu quase por completo as bancadas da Pista Alcalá.

  
Para o fim, o terceiro momento, que é talvez o mais belo dos pontos seleccionados, ainda mais sendo um match-point. Guga e Moya, claramente os preferidos do público presente, tiveram tudo para selar o apuramento para a ronda seguinte, mas deperdiçaram uma vantagem de 9-6 no Super Tie-Break. Aqui, aos 9-7, o ponto que marcou a viragem no marcador. Nalbandian e Cañas viriam a chegar às meias-finais, perdendo apenas para os irmãos Bryan, os vencedores do evento e grandes dominadores da variante de pares do circuito ATP.
  
p.s.: por um motivo que desconheço, não é possível ver os vídeos directamente a partir da página do blog. Sugiro que cliquem duas vezes em cima dos mesmos e os vejam a partir do sítio do SAPO Vídeos.
  
publicado por Morais às 00:48
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

ATP e WTA - Torneios da semana

Basileia'07 S. Petersburgo Lyon'07

Com o aproximar do final da temporada, quer no circuito masculino, quer no feminino, aquece a luta pelas vagas ainda disponíveis para as respectivas Masters Cup do ATP e WTA Tour.

No lado das senhoras, restam três bilhetes que dão acesso à prova final do calendário, a realizar, este ano tal como no transacto, em Madrid, a partir do próximo dia 15 de Novembro. 

Em melhor posição para lá chegar encontram-se a russa Anna Chakvetadze, a norte-americana Venus Williams e a também russa Maria Sharapova, mas Daniela Hantuchova e Marion Bartoli podem ainda ter uma palavra a dizer. E como destas são as únicas, a par de Chakvetadze, em competição actualmente, dependem apenas de si próprias para se poderem juntar ao lote das melhores tenistas do planeta -Justine Henin, Jelena Jankovic, Svetlana Kuznetsova, Ana Ivanovic e Serena Williams já lá estão.

Analogamente, no circuito masculino estão também definidos apenas cinco dos participantes na próxima Masters Cup, a realizar em Xangai. Roger Federer, Rafael Nadal, Novak Djokovic, Nikolay Davydenko e Andy Roddick têm já presença garantida, ao passo que David Ferrer (6º) se encontra próximo de se juntar a este quinteto, ocupando Fernando Gonzalez e Tommy Haas a sétima e oitava posições provisórias.

No entanto, em virtude da realização do Masters Series de Paris, na próxima semana, são ainda 20 os tenistas com possibilidades matemáticas de lá chegar. Cá por mim, apostaria numa classificação final idêntica à provisória antes apresentada, mas jogadores como Richard Gasquet -actua perante o seu público estas duas semanas-, Tomas Berdych, James Blake, ou até mesmo Andy Murray ou David Nalbandian (ambos em boa forma, ultimamente) podem aspirar ainda a mais altos voos.

Portanto, muita emoção em perspectiva para as próximas duas semanas. Para já, nesta, jogar-se-á em São Petersburgo, Lyon e Basileia, no circuito ATP e apenas em Linz no WTA Tour. A não perder!

 

Quadro Basileia'07 (850000€)

Quadro São Petersburgo'07 (700000€)

Quadro Lyon'07 (680000€)

Quadro Linz'07 (420000€)

 

Classificação masculina - ATP Race

Classificação feminina - Sonny Ericson Championships Race

 

publicado por Morais às 22:35
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Robredo faz o pleno para os espanhóis

Robredo suou mas venceu

Dois torneios ATP, dois títulos para os espanhóis. Depois da vitória de David Ferrer em Tóquio, Tommy Robredo completou uma semana de sonho para o ténis do país vizinho, vencendo o torneio de Metz, em França. E o facto assume maior relevância ainda se atendermos a que nenhum dos dois eventos se disputou sobre terra batida, claramente a superfície favorita de nuestros hermanos.

No Open de Moselle, Robredo enfrentou grandes dificuldades logo na ronda inaugural, necessitando de puxar dos galões para salvar dois match-points e derrotar o alemão Florian Mayer. Contudo, o espanhol actuou bem mais solto nas rondas seguintes, rubricando exibições convincentes que o catapultaram para a final do evento, frente ao renascido escocês Andy Murray.

No jogo de todas as decisões, Robredo entrou muito mal, perdendo o primeiro parcial da contenda, por um rotundo 6-0 e somando apenas oito pontos nos 22 minutos que durou o set. Ainda assim, o combativo jogador espanhol soube virar a situação a seu favor e, graças a dois breaks logo no jogo inaugural dos segundo e terceiro parciais, controlou a partida a seu bel-prazer, triunfando por 0-6, 6-2 e 6-3.

Este foi o segundo título do ano para Robredo (sexto da carreira), que ascenderá à oitava posição da Corrida dos Campeões, colocando-se em excelente posição para integrar o lote dos oito tenistas que disputarão a Masters Cup, em Shanghai, no próximo mês de Novembro.

 

Quadro final Metz'07

 

publicado por Morais às 23:59
link do post | comentar | favorito

.Site amigo

Bolamarela

.Visitas

.Online

hit counter
blogs SAPO