.posts recentes

. Murray conquista Doha

. A poll perdida

. Federer volta a vencer em...

. Robredo faz o pleno para ...

. Ferrer cilindra Gasquet e...

. Mais próximos

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Murray conquista Doha


Murray começou o ano da melhor maneira, melhorando a sua performance (finalista) no torneio de Doha

O tenista escocês Andy Murray venceu, hoje, o torneio de Doha, o mais importante dos três eventos ATP a decorrer esta semana, e tornou-se no primeiro líder da Corrida dos Campeões de 2008.
Numa final para a qual partia com algum favoritismo, o escocês voltou a dar boa conta de si e venceu o suíço Stanislas Wawrinka, por 6-4, 4-6 e 6-2.
Ainda assim, na minha opinião, nem tudo são rosas e daqui envio uma palavra reprovadora para a atitude que Murray por vezes adopta.
É certo que o escocês não rara vez consegue pontos inacreditáveis e reviravoltas (dentro de um dado ponto) espantosas, mas fica no ar a ideia que, em determinadas alturas, Murray facilita em demasia e adopta uma atitude displicente em court. Viu-se isso hoje, já se tinha visto também com Rainer Schuettler e tal não é, obviamente, positivo.
Não discordo que é complicado manter sempre a mesma intensidade tenística ao longo de todo um encontro, mas baixá-la a ponto de entregar de bandeja alguns jogos também não me parece a decisão mais acertada e acarreta, seguramente, maior desgaste físico e psicológico do que o que seria necessário.
Repense o escocês esta atitude e, com a capacidade técnica e táctica que tem, poderá ser um caso ainda mais sério no panorama do ténis mundial.
Este foi o quinto título da carreira de Murray e, acredito, o primeiro de muitos que conquistará este ano.

Quadro final Doha'08

publicado por Morais às 01:09
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

A poll perdida

Votada ao esquecimento, a poll sobre "Quem vencerá a Corrida dos Campeões 2007?" permaneceu na página principal do blog durante cerca de 4 meses, tendo dado tempo a que 138 leitores votassem. O único senão foi mesmo o facto de ter estado cá cerca de um mês para além do dia em que tudo ficou decidido, isto é, o dia em que Roger Federer venceu a prova de Basileia, sua terra natal.

Ainda assim, pelo que me lembro, mesmo nessa altura já o suíço levava uma enorme vantagem (na votação) sobre os seus mais directos oponentes, Rafael Nadal e Novak Djokovic.

Aliás, desde o princípio se verificou essa tendência de voto, apesar de Rafael Nadal ter partido com ligeira vantagem e Djokovic muito prometer. Afinal, Federer é Federer. 

Com efeito, pese embora a excelente época que realizou, o Nadal voltou a fraquejar na recta final da temporada, não só por não ter a mesma fluidez de jogo em hardcourt, como também pelo facto de se ter desgastado em demasia na metade inicial (até Julho), revelando depois pouca disponibilidade física para os inúmeros e duros encontros que teve que realizar.

Assim, o espanhol acabou a época mais perto de Federer no ranking mundial, mas a cerca de 300 pontos do helvético na Corrida dos Campeões.

Quanto a Novak Djokovic, o sérvio esteve melhor que Nadal neste final de temporada, atingindo a final do US Open e vencendo o Masters Series de Montréal, mas acabou bem atrás do maiorquino no número de pontos conseguidos em 2007. Ainda assim, foi o segundo mais votado na poll e provou ser um valor em clara ascensão. Como será em 2008?

Entretanto, resolvi pôr uma nova questão a votação, para consultar a vossa opinião acerca do que analisei e comentei, a propósito do tão badalado "Confronto de Eras". Digam de vossa justiça!

 

publicado por Morais às 09:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Federer volta a vencer em casa

Tal como em 2006, Federer venceu na sua terra natal

O suíço Roger Federer, incontestado número um do ténis mundial masculino, venceu o torneio ATP de Basileia, sua terra natal, repetindo, assim, o êxito alcançado na época transacta.

Numa prova em que cedeu apenas um set -frente a Michael Berrer, na ronda inaugural-, Federer quase nunca experimentou grandes dificuldades, à excepção, talvez, do encontro com o "gigante" Ivo Karlovic (meia-final), vencido em dois tie-breaks.

Na final, frente ao "finlandês voador", Jarkko Nieminen, "FedEx" controlou sempre as operações, selando o triunfo com parciais de 6-3 e 6-4.

Foi o 52º título da carreira do tenista helvético, que garantiu, ainda e desde já, o 1º lugar final na tabela da Corrida dos Campeões de 2007.

 

Quadro final Basileia'07

 

publicado por Morais às 23:27
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Robredo faz o pleno para os espanhóis

Robredo suou mas venceu

Dois torneios ATP, dois títulos para os espanhóis. Depois da vitória de David Ferrer em Tóquio, Tommy Robredo completou uma semana de sonho para o ténis do país vizinho, vencendo o torneio de Metz, em França. E o facto assume maior relevância ainda se atendermos a que nenhum dos dois eventos se disputou sobre terra batida, claramente a superfície favorita de nuestros hermanos.

No Open de Moselle, Robredo enfrentou grandes dificuldades logo na ronda inaugural, necessitando de puxar dos galões para salvar dois match-points e derrotar o alemão Florian Mayer. Contudo, o espanhol actuou bem mais solto nas rondas seguintes, rubricando exibições convincentes que o catapultaram para a final do evento, frente ao renascido escocês Andy Murray.

No jogo de todas as decisões, Robredo entrou muito mal, perdendo o primeiro parcial da contenda, por um rotundo 6-0 e somando apenas oito pontos nos 22 minutos que durou o set. Ainda assim, o combativo jogador espanhol soube virar a situação a seu favor e, graças a dois breaks logo no jogo inaugural dos segundo e terceiro parciais, controlou a partida a seu bel-prazer, triunfando por 0-6, 6-2 e 6-3.

Este foi o segundo título do ano para Robredo (sexto da carreira), que ascenderá à oitava posição da Corrida dos Campeões, colocando-se em excelente posição para integrar o lote dos oito tenistas que disputarão a Masters Cup, em Shanghai, no próximo mês de Novembro.

 

Quadro final Metz'07

 

publicado por Morais às 23:59
link do post | comentar | favorito

Ferrer cilindra Gasquet em Tóquio

Ferrer venceu e convenceu em Tóquio

O espanhol David Ferrer venceu o torneio de Tóquio, prova pontuável para o calendário do ATP Tour. O tenista valenciano fez jus à sua condição de primeiro cabeça-de-série e arrebatou o título sem ceder qualquer set ao longo da semana. Mas o mais impressionante acabou mesmo por ser a forma tão fácil como se desenvencilhou de Richard Gasquet, o seu oponente na final de Domingo.

Vindo de um triunfo em Mumbai, na passada semana, Gasquet surgia extremamente motivado no torneio japonês e afigurava-se talvez como o mais sério candidato à vitória final. No entanto, Ferrer fez questão de demonstrar que não é por acaso que tem já quase lugar garantido na Masters Cup -o torneio que reúne os oito melhores tenistas do planeta, a disputar em Shanghai- e "cilindrou" autenticamente o francês, vencendo por 6-1 e 6-2 em apenas 52 minutos.

Com este triunfo, Ferrer passou a contar com 5 títulos no seu palmarés (em 10 finais) e cimentou as suas posições nas tabela da Corrida dos Campeões (6º) -que serve para determinar os 8 apurados para a Masters Cup- e do ranking ATP (8º).

 

Quadro final Tóquio'07

 

publicado por Morais às 23:58
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2007

Mais próximos

Roger Federer ainda é o líder incintestado, mas Nadal tem vindo a aproximar-se sorrateiramenteConseguirá Nadal atingir o posto de nº1? Quando? 2008? 2009? Depois? Ou nunca lá chegará?

Desde 7 de Novembro de 2005 que Roger Federer e Rafael Nadal não estavam separados por "tão poucos" pontos no ranking mundial masculino. Na altura, os 1460 que distavam entre os dois jogadores mantiveram-se por apenas duas semanas, mas estes 1535 que agora separam Federer e Nadal poderão não aumentar tão rapidamente e até sofrer uma diminuição a curto prazo. Certo é que Federer tem, em Cincinnati, menos pontos (35) a defender que Nadal (125), mas ambos poderão lucrar muito, uma vez que a vitória no torneio americano vale qualquer coisa como 500 pontos. E, convém não esquecer, dentro de duas semanas começa o Open dos EUA (US Open), onde Federer defende o título (1000 pontos) e Nadal "apenas" uma presença nos quartos-de-final (250), o que poderá propiciar, no final desta época, a menor diferença de sempre entre estes dois jogadores, quem sabe mesmo inferior a 1000 pontos. A verdade é que este aproximar de Nadal se reflecte na "Corrida dos Campeões", classificação que tem em conta apenas os pontos da presente época de 2007. O maiorquino segue na liderança, com 981 pontos, seguido por Federer, com 871, e Djokovic, com 661.

Nadal apontou o 1º lugar (no ranking ATP) como objectivo para 2009, mas se se mantiver o monstro de sempre em terra batida e for capaz de melhorar os resultados nas superfícies rápidas, sobretudo em hardcourt, poderá destronar Federer ainda em 2008. É claro que isto não passa de mera especulação, mas seria interessante termos uma luta mais renhida pelo primeiro posto da hierarquia ATP como nos velhos tempos. A bem do ténis...

 

publicado por Morais às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Visitas

blogs SAPO