.posts recentes

. Breves da última semana

. A hora de Stich

. Bruguera vence Vale do Lo...

. Vale do Lobo arranca hoje

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Breves da última semana

Foto Altair Models S.A.

Estoril Open - Ficámos a saber, na passada quinta-feira, que nem todas as novidades relativas ao Estoril Open são boas. Depois da bomba que foi a confirmação da vinda de Roger Federer ao nosso país, para disputar a edição de 2007 do maior evento tenístico do nosso país, eis que surge um duro rombo às aspirações de crescimento do torneio. 

A ATP divulgou uma parte do plano de modernização do circuito masculino de 2009 e o Estoril Open falhou o se grande objectivo, que passava por ficar inserido na categoria dos chamados eventos "500" -que devem o seu nome precisamente aos pontos que atribuem aos vencedores-, passando a ocupar um plano muito secundário no calendário mundial.

Perde João Lagos, perde o país e perdemos nós, os amantes do ténis, que dificilmente veremos, nos próximos anos, jogadores de top-10 a actuar em solo português.

E o motivo para a "desclassificação" do evento português é bem evidente: a falta de infraestruturas. É caso para perguntar aos governantes e autarcas do nosso país: percebem agora a importância das instalações definitivas?

 

Karlovic à bomba - Ainda na quinta-feira, Ivo Karlovic tornou-se apenas no quarto jogador desde 1991 -ano em que a ATP passou a coleccionar estatísticas sobre a matéria- a ultrapassar a barreira dos 1000 ases numa só época. Tal aconteceu no encontro dos quartos-de-final do torneio de Tóquio, frente ao australiano Lleyton Hewitt. Karlovic "disparou" 25 ases e passou a contar com 1019 esta temporada, um registo que é apenas batido pelos quatro de Goran Ivanisevic, que, aliás, detém o máximo de ases num só época: 1477! A melhor média de serviços directos por jogo, essa, é mesmo posse de Karlovic, cifrando-se nos 20.4. Notável!

                          

------------------------------------------------------------------------------------------

RICOH ATP MatchFacts - 1,000 Aces Club # (Since 1991)

 

Ano                    Jogador                              Nº de Ases     Média/jogo

2007---->Ivo Karlovic (CRO)                1,029               20.4

2004---->Andy Roddick (USA)                1,019               12.5

1998---->Goran Ivanisevic (CRO)          1,065               15.0

1997---->Goran Ivanisevic (CRO)          1,048               14.8

1996---->Goran Ivanisevic (CRO)        1,477               15.4

1994---->Goran Ivanisevic (CRO)           1,169               13.8

1993---->Pete Sampras (USA)                1,011               10.8

------------------------------------------------------------------------------------------

 

Borg-McEnroe - O sueco e o norte-americano reavivaram uma das mais espectaculares rivalidades do ténis da Era moderna.

Na passada sexta-feira, no torneio de Eindhoven, inserido no circuito mundial de veteranos, Borg e McEnroe voltaram a enfrentar-se, cerca de 26 anos depois do último encontro entre ambos, na final do US Open'81.Tal como nessa partida, McEnroe voltou a levar a melhor, desta feita em dois renhidos tie-breaks: 8-6 e 7-4. O jogo fez as delícias do público presente, que aplaudiu entusiasticamente ambos os intervenientes durante todo o encontro, rendendo uma justa homenagem a estas duas lendas vivas do ténis mundial.

Para gáudio dos fãs da modalidade, mais desafios como este estão previstos para os próximos tempos, agora que Borg regressou ao Black Rock Tour of Champions e McEnroe está para durar.

 

Leonardo Tavares - O tenista português surpreendeu pela positiva, ao vencer o Porto Open, evento da categoria future dotado com 15000$ em prémios monetários. Num torneio recheado de bons valores do ténis mundial (quatro top-400 estiveram presentes), Leonardo Tavares  esteve sempre à altura dos acontecimentos, conquistando, no passado Domingo, o seu primeiro título internacional da carreira. Curiosamente, tal feito foi conseguido à custa do mesmo tenista que o tinha parado na única final que disputara até então (num 10000$ na Bolívia): Cristian Villagran.

Segue-se, agora, o Solverde Tennis Cup, mais um evento future, que se disputa em Espinho, terra natal do tenista português. Espera-se mais uma boa prestação que lhe valha nova subida num ranking mundial em que passou a figurar na 530ª posição, subindo 135 lugares.

Ainda no Porto Open, mas no sector feminino, Catarina Ferreira esteve também em destaque. A tenista portuguesa atingiu a final do evento, acabando por sucumbir frente à mais cotada tenista checa Katerina Vankova, nº 401 mundial.

 

A escalada de Safin - Marat Safin resolveu aproveitar uma paragem forçada, por lesão, para tentar escalar a sexta montanha mais alta do planeta: Cho-Oyu, na fronteira do Nepal com o Tibete. No entanto, ao fim de menos de duas semanas (das 4 que dura a subida ao cume da montanha), Safin resolveu abortar a aventura, optando por regressar mais cedo do que o previsto aos courts de ténis, nos quais tem feito pouco furor ultimamente. Esperemos que os ares da montanha lhe tenham revigorado a alma e que regresse ao ténis que outrora exibia.

 

publicado por Morais às 23:58
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

A hora de Stich

Stich convenceu em Graz

Cinco provas depois, a última das quais em Vale do Lobo, o circuito masculino de veteranos conheceu um novo vencedor: Michael Stich.

O alemão obteve, em Graz, apenas o seu segundo triunfo em eventos do Black Rock Tour of Champions -o outro foi justamente em Vale do Lobo, em 2003-, derrotando Cédric Pioline, na final, por 6-2, 4-6 e 10-7. No entanto, como o próprio viria a reconhecer, foi a vitória sobre o favorito  da casa, Thomas Muster, que o catapultou para mais altos voos. "Senti-me morto após aquele encontro com o Thomas [Muster], mas ganhei e foi tudo o que precisava", revelou Stich.

Quanto a Sergi Bruguera, líder incontestado do ranking do circuito de veteranos, o espanhol sentiu, pela primeira vez, o amargo sabor da derrota. E logo por duas vezes e logo em terra batida. Frente a Goran Ivanisevic, especialista em superfícies mais rápidas, não teve argumentos e perdeu por claros 6-4 e 6-1; já contra Cédric Pioline, fez um pouco melhor, mas os parciais da vitória do gaulês (6-3 e 6-4) também não deixam dúvidas. Ainda assim, Bruguera continua na liderança da hierarquia do Black Rock Tour of Champions, dispondo agora de 890 pontos de vantagem (1680 contra 790) sobre Cédric Pioline, que ascendeu à segunda posição, por troca com Thomas Muster, terceiro em Graz.

A próxima prova, a sétima do ano, realiza-se em Setembro, de 20 a 23, em Paris.

 

Download

Resumo Muster vs Stich (de fazer inveja a muitos profissionais do circuito)

 

publicado por Morais às 18:30
link do post | comentar | favorito
Sábado, 11 de Agosto de 2007

Bruguera vence Vale do Lobo Grand Champions

Bruguera manteve a invencibilidade no circuito de veteranos, conquistando o título em Vale do Lobo

O espanhol Sergi Bruguera sagrou-se vencedor da quinta edição do Vale do Lobo Grand Champions, torneio português inserido no Black Rock Tour of Champions. Numa final de sentido único, o espanhol provou a razão de se encontrar imbatível, este ano, no circuito sénior e arrasou o brasileiro Fernando Meligeni em dois curtos parciais: 6-1 e 6-4. A superioridade de Bruguera foi de tal maneira evidente que, no final da contenda, Meligeni questionou "ele é mesmo um veterano?", reconhecendo a superioridade do catalão; já este afirmou estar "muito contente com a vitória" e esperar "continuar nesta senda vitoriosa".

No outro encontro do dia, que serviu para a atribuição dos 3º e 4º lugares do torneio, o francês Cédric Pioline levou a melhor sobre o austríaco Thomas Muster, que, assim, voltou a quedar-se pela quarta posição no torneio português. 6-4, 2-6 e 10-7 foram os parciais da vitória do tenista gaulês.

Pioline, chamado para substituir o compatriota Leconte, deu boa conta de si, terminando no mais baixo lugar do pódio

Posto isto, está terminada esta edição de 2007 do Vale do Lobo Grand Champions. O balanço é extremamente positivo e este facto em muito se deve à presença de Bjorn Borg nos courts de Vale do Lobo. O sueco regressou ao activo e voltou a espalhar magia, cativando imenso público e sendo a grande bandeira de promoção do evento. Para o ano haverá mais e o pensamento do director do torneio, Pedro Frazão, está já em conseguir juntar John McEnroe e Bjorn Borg e reavivar os magníficos duelos que ambos protagonizaram ao longo de várias épocas. Resta-nos esperar que seja bem sucedido...

 

publicado por Morais às 01:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

Vale do Lobo arranca hoje

Nuno Marques é o convidado português. O portuense já nos habituou a exibições de gala e, este ano, espera-se que possa ir onge.

Tem hoje início o torneio português do calendário mundial do circuito de veteranos. Disputado nos courts do complexo de ténis de Vale do Lobo, o evento reúne alguns dos melhores tenistas de outrora e veteranos de hoje, sendo uma prova de referência (opinião dos próprios jogadores) do Black Rock Tour of Champions.

Em relação às últimas notícias aqui veiculadas registaram-se algumas alterações no quadro de jogadores. Assim, em virtude de uma lesão nas costas, o francês Henri Leconte teve de renunciar à participação no evento português, sendo substituído pelo seu compatriota Cédric Pioline, antigo finalista em Wimbledon (1997) e no US Open (1993). Mas esta não foi a única alteração de última hora: também Goran Ivanisevic, lesionado no ombro esquerdo, fica de fora. Michael Stich, vencedor em 2004, foi imediatamente contratado para o seu lugar, após uma recusa do chileno Marcelo Rios, mas anunciou, também ele, a sua indisponibilidade, bem em cima da hora, devido a um vírus estomacal. Perante mais este contratempo, foi Anders Jarryd quem aceitou preencher a última vaga para o quadro, ele que já venceu uma prova do calendário mundial na presente época.

Assim, os jogadores presentes na prova portuguesa são Bjorn Borg, Thomas Muster, Andrés GómezFernando Meligeni (estreante em provas do circuito mundial), inseridos no grupo "Vale do Lobo", bem como Sergi Bruguera, Nuno Marques, Cédric Pioline e Anders Jarryd, pertencentes ao grupo "Caixa Geral de Depósitos".

Com início marcado para as 17h, caberá a Nuno Marques e a Sergi Bruguera a honra de abrir o evento. Aguardam-se momentos de belo ténis e muita diversão -Mansour Bahrami também estará presente- ao longo deste quatro dias de competição.

Importa, por fim, referir que toda a informação sobre o torneio pode ser consultada no site oficial e na zona destinada ao Black Rock Tour of Champions do site do ATPTour. No que diz respeito ao acompanhamento televisivo, este estará a cargo da RTPN, que transmitirá o último encontro de cada dia, às 22h, bem como o penúltimo, em repetição, no dia seguinte, às 13h.

 

PROGRAMA

Terça-feira (7 de Agosto)

17:00 - Sergi Bruguera-Nuno Marques
18:30 - Thomas Muster-Fernando Meligeni
20.00 - Exibição Bijou Tennis Show
20:45 - Michael Stich-Cédric Pioline
22.15 - Bjorn Borg-Andres Gomez

Quarta-feira

17:00 - Andres Gomez-Fernando Meligeni
18:30 - Sergi Bruguera - Cédric Pioline
20:00 - Exibição Bijou Tennis Show
20: 45 - Michael Stich-Nuno Marques
22.15 - Bjorn Borg-Thomas Muster

Quinta-feira

17:00 - Cédric Pioline-Nuno Marques
18:30 - Thomas Muster-Andrés Gomez
20:00 - Exibição singulares com Mansour Bahrami
20:45 - Bjorn Borg-Fernando Meligeni
22:15 - Michael Stich-Sergi Bruguera

Sexta-feira

18:30 - Jogo de apuramento do 3.º e 4.º lugares
20:45 - Exibição de pares com Mansour Bahrami
22:00 - Final

 

 

publicado por Morais às 16:10
link do post | comentar | favorito

.Visitas

blogs SAPO