Porto

.posts recentes

. Contrastes

. Ténis espectáculo

. Actualidade

. Análise das polls - Vence...

. Aconteceu esta semana (28...

. Bolamarela - Crónica de C...

. Karatantcheva imparável

. Poll Sampras

. Fotos Open da Austrália

. Ainda o Open da Austrália...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

.Stats

Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

US Open - Dia 4 em imagens

Jimmy Connors, actual treinador de Andy Roddick, é uma estrela onde quer que vá e, nos EUA, seu país natal, não é excepção

 

O escocês Andy Murray venceu a sua segunda partida consecutiva no US Open, facto que aconteceu pela primeira vez desde o regresso ao activo. Derrotou Jonas Bjorkman em cinco sets.

 

Bjorkman ofereceu excelente réplica, mas não foi capaz de contrariar a inspiração de Murray.

 

Discretamente, o alemão Tommy Haas já está na terceira ronda. Ontem, venceu um compatriota...

 

Phillip Petzschner, que tombou em quatro sets, depois de vencer o de abertura.

 

Ontem, Andy Roddick chegou a preocupar. O favorito do público perdeu o primeiros set, mas logrou recuperar, ainda antes do adversário, Jose Acasuso, ser forçado a desistir.

 

Hyung-Taik Lee foi a surpresa do dia. O coreano derrotou Guillermo Cañas e tornou ainda mais fácil a metade do quadro de Roger Federer ao eliminar uma das suas "bestas negras".

 

No sector feminino, Svetlana Kuznetsova sofreu mas passou. Camille Pin ainda chegou a assustar a russa, sem, no entanto, obter resultados práticos.

 

Martina Hingis poderá muito bem ser a oponente de Kuznetsova nos oitavos-de-final. A suíça desenvencilhou-se da francesa Pauline Parmentier, em duas partidas.

 

Tamira Pazek tem sido uma agradável surpresa. Aos 16 anos, a finalista da edição júnior do ano transacto, já está na terceira ronda, depois de despachar Francesca Schiavone, uma jogadora com mais 11 anos de idade.

 

Nicole Vaidisova, que está a experimentar uma nova linha de roupa, derrotou a sempre difícil italiana Flavia Pennetta.

 

E, por fim, num dos últimos encontros da sessão diurna, Patty Schnyder derrotou Severine Bremond, marcando encontro com Tamira Paszek, na ronda seguinte.

 

Reservados para a sessão nocturna, apenas dois encontros. Sharapova e Blake foram as figuras desses dois encontros e ambos venceram. Sharapova com facilidade, Blake à custa de muito suor.

 

Começando por Blake, o norte-americano foi obrigado a jogar uma quinta partida para levar de vencida Fabrice Santoro, que desperdiçou 3 break-points que o poriam a servir para fechar o encontro.

 

A sempre fidelíssima falange de apoio a Blake este bem activa e ajudou a "empurrar" Blake para a terceira ronda.

 

Santoro tentou impedi-lo por todos os meios, recorrendo às mais incríveis acrobacias. Aos 34 anos, o francês continua a dar muito espectáculo e já disse querer continuar por mais alguns anos.

 

E cabe a Sharapova a honra de "fechar" o post. A russa esteve novamente muito bem e impôs-se à australiana Casey Dell'Acqua, cedendo apenas um jogo pela segunda partida consecutiva.

 

Resultados do dia 4 - Singulares Masculinos; Singulares Femininos

Ordem dos jogos do dia 5

 

p.s.: comentários inseridos nas fotos

 

publicado por Morais às 10:32
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

US Open - Dia 3 em imagens

Bela vista do exterior do court Arthur Ashe, ontem, antes do jogo de Rafael Nadal

 

Rafael Nadal teve um dia bem difícil. Bateu o qualifier Alun Jones, mas teve de suar muito para se impor, por 7-5, 3-6, 6-4 e 6-1.

 

Já o russo Mikhail Youzhny quase nem chegou a aquecer. "Cilindrou" o francês Devilder: 6-0, 6-1 e 6-2.

 

O veterano Tim Henman contrariou as previsões, vencendo Dmitry Tursunov apenas pela 2ª vez em 7 confrontos, e adiou o adeus à modalidade em provas ATP.

 

O russo Marat Safin desenvencilhou-se do canadiano Frank Dancevic, ultimamente muito inspirado, em três renhidas partidas: 7-5, 7-6(7-5) e 7-6(9-7).

 

Teimurasz Gabashvili foi a surpresa do dia. E que prazer foi vê-lo jogar! Derrotou Fernando Gonzalez, num jogo de bombardeiros, em 5 sets. Venceu os dois primeiros e o último, impedindo a reviravolta de Gonzalez.

 

Gonzalez volta, assim, a fraquejar num torneio do Grand Slam. Depois da final na Austrália, apenas 2 vitórias em 5 partidas, em eventos desta categoria.

 

No lado feminino, Justine Henin voltou a impor-se com grande tranquilidade. A búlgara Pironkova foi presa fácil, sobretudo na segunda partida. No final: 6-4 e 6-0.

 

Ana Ivanovic continua a encantar. Venceu Aravane Rezai, por 6-3 e 6-1 e segue para a terceira ronda.

 

Também Venus Williams esteve bem, vencendo Ioana Raluca-Olaru, por 6-4 e 6-2.

 

Já nos encontros nocturnos, foi a vez de Roger Federer e Serena Williams exibirem credenciais.

 

Roger Federer, ontem a actuar de negro, bateu, sem dificuldade, o chileno Paul Capdevile, por 6-1, 6-4 e 6-4.

 

Serena Williams, por seu turno, teve de suar um pouco mais, mas a italiana Maria Elena Camerin não esteve à altura das grandes ocasiões de que dispôs, cedendo em dois parciais.

 

A perícia dos apanha-bolas...

 

Resultados do dia 3 - Singulares masculinos; Singulares femininos

Ordem dos jogos do dia 4

 

p.s.: comentários inseridos nas fotos

 

publicado por Morais às 10:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Rui Machado de regresso à melhor forma

Rui Machado deixou bons indicadores

O português Rui Machado, que esteve ausente do circuito mundial durante cerca de um ano, a contas com uma lesão no tendão rotuliano, mostrou estar de regresso à forma que fez dele um top-300 da hierarquia ATP.

Esta semana, no 50000$ de Cherkassy, na Ucrânia, o tenista luso fez-se valer do seu ranking protegido para garantir entrada no quadro e conseguiu depois ultrapassar uma ronda, derrotando o uzbeque Farrukh Dustov, 230º jogador mundial. No entanto, Rui Machado já não foi capaz de aceder aos quartos-de-final do evento, sucumbindo ao poderio do russo Alexandre Kudryavtsev. Ainda assim, os parciais de 6-7(5-7), 6-3 e 6-4 deixam bons indicadores sobre a forma do português e conferem-lhe um alento extra não só para o campeonato nacional que se avizinha, como também para futuras provas pontuáveis para um ranking ATP em que pretenderá, certamente, subir muito nos próximos meses.

 

Quadro Cherkassy'07

 

publicado por Morais às 01:46
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007

Novo fórum

TénisPT é mais um espaço dedicado à modalidade

Depois da aqui anunciada abertura do novo portal de ténis, surge agora um fórum dedicado à modalidade, que servirá de espaço aberto a todos para discussão de tudo o que diga respeito ao ténis e seus meandros. Este é o segundo do género a abrir ao público, depois do já publicitado fórum do Luso Ténis.

 

publicado por Morais às 20:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

US Open - Dia 2 em imagens

O globo gigante é uma imagem de marca do Open dos EUA

 

Lleyton Hewitt foi um dos primeiros vencedores do 2º dia. Derrotou convincentemente o americano Amer Delic, por 6-2, 6-4 e 6-2.

 

Também Novak Djokovic entrou muito bem, deixando um sério aviso à concorrência. O sérvio venceu o lucky loser holandês Robin Haase (jogará contra Portugal na Taça Davis) de forma muito fácil.

 

James Blake foi protagonista de um dos mais interessantes duelos do dia. Pese embora a vitória por 3-0, o seu compatriota Michael Russell deu muita luta. Ambos proporcionaram momentos de belo ténis.

 

Para além de Blake, também Nalbandian esteve em destaque no 2º dia. O argentino jogou contra Ivan Navarro Pastor e venceu, por 7-5, 7-6(7-4) e 7-6(8-6), num jogo muito emotivo.

 

Já nos encontros nocturnos, Andy Roddick e Justin Gimelstob protagonizaram momentos de pura diversão. Aqui, Gimelstob entrevista Roddick, o vencedor do duelo.

 

No lado feminino, Martina Hingis foi uma das coqueluches do dia. A suíça, que recentemente terminou o noivado com Radek Stepanek, venceu a francesa Mathilde Johansson, por fáceis 6-0 e 6-3.

 

Por fim, Maria Sharapova, detentora do título, entrou a todo o gás na edição deste ano. Cilindrou a italiana Roberta Vinci: 6-0 e 6-1!

 

Roberta Vinci protagonizou um dos momentos mais caricatos / divertidos do dia. A italiana perdia já por 6-0 e 5-0 quando conseguiu fazer, in extremis, o seu primeiro e único jogo. Quando o conseguiu, pulou de alegria e festejou efusivamente com o público.

 

Resultados do dia 2: Singulares masculinos, Singulares femininos

Ordem dos jogos do dia 3

 

p.s.: detalhes incluídos nas fotos

 

publicado por Morais às 13:30
link do post | comentar | favorito
|

"Tiro" a 208 km/h

Venus Williams a executar o golpe de serviço, o mais poderoso do circuito WTA

Venus Williams bateu o recorde de velocidade de serviço do circuito feminino. Frente à húngara Kira Nagy, na ronda inaugural do Open dos EUA, a norte-americana executou um serviço a 208 km/h e ultrapassou a anterior melhor marca -207 km/h em Roland Garros'07, também da sua autoria-, afirmando-se como a tenista com o serviço mais poderoso do circuito WTA.

É certo que Brenda Schultz-McCarthy, a holandesa que aos 36 anos está de regresso ao activo, "golpeou" uma bola a 209 km/h no passado torneio de Cincinnati, mas a marca não foi homologada por ter sido obtida durante o qualifying do referido evento. E a verdade é que o "título" está muito bem nas mãos de Williams, uma vez que esta continua a ser aquela que mais regularmente serve acima dos 200 km/h, uma velocidade bem impressionante para as senhoras (e para muitos homens) e que vem comprovar o aumento da potência de jogo no circuito feminino.

Ainda assim, esta marca não chega, naturalmente, para assustar as melhores do circuito ATP. Actualmente, o recorde masculino de velocidade de serviço pertence ao norte-americano Andy Roddick, que serviu a 246 km/h(!) no torneio de Queen's de 2004.

 

publicado por Morais às 11:29
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Agosto de 2007

US Open - Dia 1 em imagens

O Arthur Ashe Stadium é o palco principal do evento e nele se deu início ao espectáculo

 

Roger Federer entrou da melhor maneira na defesa do título conquistado em 2006

 

Richard Gasquet até nem entrou nada bem, mas deu a volta e venceu o argentino Roitman

 

Também Andy Murray mostrou uma forma impressionante, impondo-se ao espanhol Pablo Cuevas e dando a entender estar recuperado da lesão no pulso que o apoquentou durante largos meses

 

Desde 2004 que o argentino Cañas não jogava em Flushing Meadows, tendo inclusivé sido impedido de entrar nas instalações em 2005, quando cumpria uma suspensão por doping

 

Marcos Baghdatis deu continuidade à sua fraca onda de prestações em solo americano e caiu logo de entrada

 

O bielorruso Max Mirnyi, aqui numa pose caricata (veja-se a apanha-bolas), foi o carrasco de Baghdatis

 

Também Jarkko Nieminen sucumbiu aos tiros que sairam da raquete de John Isner, saoindo de prova logo no primeiro dia

 

Isner, que se deu a conhecer ao mundo em Washington, tem dado boa conta de si. Em Flushing Meadows, já está na segunda ronda, depois de eliminar um cabeça-de-série.

 

A par de Isner, também Donald Young se tem revelado como uma estrela em ascenção. Alcançou a sua primeira vitória em torneios de Grand Slam, frente ao australiano Chris Guccione.

 

Já no sector feminino, no encontro que abriu o dia, a sérvia Jelena Jankovic bateu a americana Jarmila Gajdosova, que defrontou, recentemente, Michelle Brito na WTT

 

O pôr-do-sol nova-iorquino é uma das imagens características dos encontros de fim-de-tarde

 

Já da parte da noite, vieram também as surpresas no quadro feminino. Tatiana Golovin, semi-finalista em Toronto, foi batida logo de entrada.

 

Quem não se deixou surpreender foi Venus Williams, que venceu facilmente a húngara Kira Nagy.

 

Resultados do dia 1: Singulares MasculinosSingulares Femininos

Programa do dia 2

 

p.s.: comentários incluídos nas fotos

 

publicado por Morais às 16:54
link do post | comentar | favorito
|

US Open - Previsões

Retomando uma prática outrora mais habitual, decidi-me a fazer algumas previsões quanto ao que poderá passar-se nesta quinzena do Open dos EUA. Os prognósticos (abaixo), referentes aos quadros masculino e feminino, são algo conservadores, é certo, mas experiências anteriores mostraram que não estamos em tempo de grandes surpresas e que, geralmente, os favoritos impõe a sua lei. Veremos...

 

Quadro masculino

 

Quadro feminino

 

Links para os quadros: masculino; feminino

 

publicado por Morais às 11:32
link do post | comentar | favorito
|

US Open - Cobertura do evento

Mais uma vez, tal como sucedera já no Open da Austrália e em Roland Garros, o Open dos EUA poderá ser acompanhado na TV através da Eurosport, que fará uma fantástica cobertura diária do evento, com cerca de 10 horas de transmissão. Todos os dias, sensivelmente das 16h às 23h, poder-se-á seguir vários dos encontros da sessão diurna e depois, mais tarde, também as partidas da sessão nocturna merecerão o devido acompanhamento, sempre com comentários em português.

Por outro lado, caso se pretenda seguir embates não televisionados, o acompanhamento detalhado pode ser feito através do scoreboard do site do torneio ou aproveitando a tecnologia Point Tracker, acessível a todos os visitantes do referido site.

Como se pode constatar, vários são os meios disponíveis para que se mantenham ao corrente do que se vai pasando nesta quarta e última etapa do Grand Slam, que se espera repleta de ténis do mais alto nível. Não percam pitada!

 

publicado por Morais às 02:00
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

US Open - O início

Tem hoje início o Open dos EUA, quarta e última prova do Grand Slam desta época de 2007. Nos courts de Flushing Meadows (Nova-Iorque), ao longo da próxima quinzena, os 128 tenistas de cada um dos quadros de singulares (masculinos e femininos) procurarão lutar pelo tão almejado troféu e pelo ainda mais apetecível prémio monetário, este ano mais exorbitante que nunca. Só para se ter uma ideia, caso Roger Federer ou Maria Sharapova, vencedores do US Open Series -conjunto de provas do "Verão americano"-, vençam o torneio nova-iorquino, levarão para casa qualquer coisa como dois milhões de euros, o maior prémio alguma vez pago a um(a) tenista.

No lado dos homens, precisamente Roger Federer é o grande favorito à vitória final, não só porque conquistou o título nas últimas três edições, como também por ser o líder incontestado do ranking mundial. No entanto, terá de ter muita atenção à concorrência, com Rafael Nadal, Novak Djokovic e Andy Roddick à cabeça e sempre prontos a abater o suíço.

No lado das senhoras, Justine Henin e Maria Sharapova (detentora do título) partem como principais candidatas, mas a belga parece ter uma tarefa mais difícil, uma vez que volta a ter Serena Williams no seu quarto de quadro e ainda Venus Williams na mesma metade. E depois, claro, há sempre que contar com as tenistas de leste, nomeadamente as sérvias Jelena Jankovic e Ana Ivanovic, que se encontram em excelente forma e prometem dar muito que falar.

Muito espectáculo em perspectiva para os próximos dias, sobretudo nos encontros nocturnos, geralmente os mais interessantes e com uma atmosfera incrível, que propicia momentos memoráveis. A não perder!

 

p.s.: retirado do site Livre Indirecto. Aqui.

 

publicado por Morais às 15:20
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Agosto de 2007

Resultados da votação

No seguimento do sucedido na primeira fase de votação, a terra batida continua a ser a superfície em que mais adeptos preferem ver ténis. Usualmente designada por "pó-de-tijolo", este tipo de piso possibilita um ténis mais lento, trocas de bola mais longas e apela muito mais à capacidade física dos jogadores, pelo que, muitas vezes, os encontros são autênticas batalhas e se tornam um épicos duelos, que perduram por largos anos na memória dos espectadores. Por outro lado, a terra batida é, sem dúvida, a superfície de maior tradição no nosso país, quiçá um pouco por força da proximidade com Espanha.

Poderia enumerar um sem número de factores, pesar prós e contras, mas o que é facto é que só cada um poderá falar por si e explicar o porquê do maior interesse em assistir a um duelo nos mais lentos courts de pó-de-tijolo.

Por ora, contudo, todos teremos de nos contentar com as partidas em hardcourt, dado que o Open dos EUA está à porta e todas as atenções do mundo do ténis estão centradas em Flushing Meadows, palco do Grand Slam norte-americano. A seguir, com atenção.

 

publicado por Morais às 16:57
link do post | comentar | favorito
|

US Open - Grandes pontos (Parte III)

#1 - Andre Agassi vs Alex Corretja - 2ª ronda 1995

 

http://www.youtube.com/watch?v=4oU_RFgFWaU

 

#2 - Roger Federer vs Andre Agassi - Final 2005

  

 

#3 - Rafael Nadal vs Luis Horna - 2ª ronda 2006

 

 http://www.youtube.com/watch?v=oJJng5q8JUk

 

#4 - Andy Roddick - Juan Ignacio Chela - 4ª ronda 2002

  

 

#5 - Lleyton Hewitt vs Richard Gasquet - 4ª ronda 2006

  

 

publicado por Morais às 15:56
link do post | comentar | favorito
|

.Site amigo

Bolamarela

.Visitas

.Online

hit counter
blogs SAPO