Porto

.posts recentes

. Contrastes

. Ténis espectáculo

. Actualidade

. Análise das polls - Vence...

. Aconteceu esta semana (28...

. Bolamarela - Crónica de C...

. Karatantcheva imparável

. Poll Sampras

. Fotos Open da Austrália

. Ainda o Open da Austrália...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.pesquisar

 

.links

.Stats

Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

Recordes, risadas e mexericos

No decorrer da semana tenística, mais houve para além dos simples e habituais encontros de ténis. De facto, neles e fora deles, registaram-se alguns episódios engraçados, dignos de registo aqui no blog.

Começando pelas senhoras, a dada altura da partida final do torneio de Stanford, a russa Chakvetadze ficou impossibilitada de responder a uma bola da adversária. Vejam porquê, abaixo. A ocorrência caricata foi aceite pela simpática russa com boa disposição e não perturbou nem um pouco a caminha vitoriosa que levava.

Ainda nos EUA, mas já no torneio de Indianapolis, o jovem Sam Querrey bateu um recorde: o do número consecutivo de ases. Com os 10(!) seguidos que conseguiu no encontro dos quartos-de-final, frente ao seu compatriota James Blake, tão cedo não verá superada esta proeza, totalmente inesperada no contexto do ténis actual, muito menos propenso para os tenistas portadores do "serviço-bomba".

Sam Querrey conseguiu uma proeza impensável para o ténis actual

A série magnífica começou no último ponto do tie-break do primeiro set, tendo prosseguido nos segundo e quarto jogos do segundo parcial (vencidos em branco) e terminado no segundo ponto do sexto jogo, no qual cometeu uma dupla-falta. No entanto, Querrey voltou a sacar mais dois ases nos dois pontos seguintes, o que perfez uma incrível soma de 12 ases em 13 pontos de serviço. No final, a vitória acabou mesmo por sorrir ao mais novo dos americanos, por 7-6(8-6), 6-7(4-7) e 7-6(7-4), num encontro onde houve apenas um break-point, salvo por James Blake. Notável!

Segundo a imprensa croata, Djokovic ter-se-á envolvido em cenas menos próprias. O pai já desmentiu.

Por fim, também na Croácia houve histórias para contar e a mais curiosa envolveu o carismático sérvio Novak Djokovic. Depois da surpreendente derrota que averbou, na ronda inaugural, frente ao compatriota Viktor Troicki, "Nole" foi acusado, por alguma imprensa croata, de ter perdido por ter sido incapaz de recuperar de uma noite de farra. Segundo os jornais daquele país, Djokovic ter-se-á envolvido numa orgia com as hospedeiras do torneio. Verdade ou não, certo é que a bizarra história foi já dementida pelo seu pai, que diz que "tudo não passa de uma grande mentira".

 

publicado por Morais às 19:39
link do post | comentar | favorito
|

Terceiro do ano para Monaco na terra batida de Kitzbühel

O argentino Juan Monaco não detinha qualquer título ATP no seu palmarés à partida para esta temporada de 2007. No entanto, após a primeira vitória, em Buenos Aires, em Fevereiro, parece não querer outra coisa e ontem conquistou o seu terceiro título, em Kitzbühel. Na final, a vítima foi o italiano Potito Starace, que procurava o primeiro título da carreira mas acabou batido, por 5-7, 6-3 e 6-4. Assim, Monaco levou para casa um chorudo cheque de 110500€ e garantiu uma subida de oito posições no ranking ATP, passando a ostentar a melhor classificação de sempre, o 24º posto.

 

Quadro final Kitzbühel'07

 

publicado por Morais às 13:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Moya vence pela 5ª vez em Umag

Moya conquistou o quinto título em Umag e o 20º da carreira

Depois de 1996, 2001, 2002 e 2003, o espanhol Carlos Moya voltou a triunfar no torneio croata de Umag. De regresso à boa forma, o espanhol fez valer os seus créditos e derrotou, na final, o também veterano Andrei Pavel. Dois parciais apenas, de 6-4 e 6-2, chegaram para que Moya conquistasse o primeiro título da temporada e o seu nível de jogo foi mesmo comparado ao que exibiu um 1998 e 1999, no período áureo da sua carreira, quando se tornou nº1 mundial, após uma vitória em Roland Garros.

Esta conquista garantiu, também, que este é o oitavo ano consecutivo em que Moya conquista pelo menos um título e o 12º nos últimos 13 anos em que tal acontece. Valeu-lhe, igualmente, um cheque de 55000€, bem como o acesso ao top-20 (18º) do ranking mundial.

 

Quadro final Umag'07

 

publicado por Morais às 13:35
link do post | comentar | favorito
|

Tursunov coroado em Indianapolis

Dmitry Tursunov levanta o pesado troféu, correspondente à vitória no torneio de Indianapolis

Ir vendo os seus mais directos concorrentes cairem face a oponentes de menor gabarito e cumprindo com a sua obrigação, até chegar ao título. Foi esta a receita para o primeiro triunfo de Dmitry Tursunov esta temporada, no torneio de Indianapolis. Num quadro onde poderia defrontar nomes como Robby Ginepri, James Blake e Andy Roddick, todos a actuar em casa e com pretensões em chegar ao título, o russo bem pode agradecer a sorte com que foi bafejado, uma vez que, ao invés destes, defrontou o desconhecido japonês Rei Nikishori, o poderoso americano Sam Querrey e o surpreendente canadiano Frank Dancevic, este último na final do torneio. Dancevic teve uma semana de sonho, tornando-se no primeiro canadiano a atingir uma final ATP desde a vitória de Greg Rusedski, entretanto naturalizado inglês, em Seul'95. No entanto, o tenista canadiano não foi capaz de contrariar o jogo de Tursunov, que, assim, arrebatou o segundo título da carreira e o primeiro do ano, o que lhe valeu um cheque de 73000€ e uma subida de quatro posições no ranking ATP, para a 26ª. Quanto a Dancevic, esse, ficou-se pelos 42800€ em ganhos monetários, mas conseguiu subir da 109ª para a 92ª posição da hierarquia masculina.

 

Quadro final Indianapolis'07

 

publicado por Morais às 13:34
link do post | comentar | favorito
|

Chakvetadze imparável em Stanford

Anna Chakvetadze tem-se revelado uma verdadeira devoradora de provas WTA.  A russa voltou a vencer, esta semana, um evento do circuito mundial feminino, desta feita o Tier II de Stanford, tendo derrotado a indiana Sania Mirza, já recuperada de uma impeditiva lesão no pé, na final do torneio americano. Os parciais de 6-3 e 6-2 são bem elucidativos quanto à superioridade de Chakvetadze e o mérito é ainda maior se atendermos à semana de Mirza. É que, recorde-se, a indiana derrotou três cabeças-de-série na sua caminhada para a final: Tatiana Golovin, Patty Schnyder e Sybille Bammer.

Sexto título da carreira para Chakvetadze, quarto do ano e terceiro nas últimas cinco semanas. Impressionante!

No entanto, Chakvetadze não foi capaz de juntar o título de pares ao de singulares, fraquejando, ao lado da nossa conhecida Victoria Azarenka, na final, frente à israelita Sahar Peer e à indiana Sania Mirza, que obteve, assim, uma espécie de "vingança" pessoal.

 

Quadro final Stanford'07

 

publicado por Morais às 13:34
link do post | comentar | favorito
|

O primeiro 25000$ de Neuza Silva

Neuza Silva tem apresentado uma forma invejável e promete tornar-se na melhor portuguesa de sempre no ranking mundial, muito em breve

A portuguesa Neuza Silva conquistou o primeiro título da sua carreira em torneios de 25000$, na Corunha. Depois de duas finais perdidas em eventos desta categoria (Fuerteventura e Felixstowe), ontem, a setubalense não desmoralizou com um primero set menos conseguido (0-6), frente à primeira cabeça-de-série, Marina Erakovic, e operou uma reviravolta fantástica, ao vencer os dois parciais seguintes, por 7-5 e 6-4.

Com esta vitória, Neuza Silva passou a ser a segunda portuguesa a contar com um 25000$ (21250€) no seu palmarés e subirá ao 215º lugar do ranking WTA, a sua melhor classificação de sempre.

Esta semana, Neuza disputará os torneios de Vigo (25000$) e da Póvoa de Varzim, em simultâneo, mas não se sabe até que ponto aguentará o desgaste dos jogos e viagens constantes, ainda para mais tendo disputado quatro encontros duríssimos, a três sets, no decorrer desta semana, que ontem terminou da melhor maneira.

 

Quadro final - A Coruña (25000$)

 

publicado por Morais às 12:31
link do post | comentar | favorito
|

A primeira vez de Francesca Schiavone

Francesca Schiavone com o troféu relativo à sua primeira conquista - GEPA Pictures

A italiana Francesca Schiavone conquistou ontem, aos 27 anos, o primeiro título WTA da carreira. Após oito finais perdidas, a vitória sorriu, finalmente, à tenista transalpina, na partida decisiva do torneio de Gastein, na Áustria. A vítima foi a tenista da casa, Yvonne Meusburger, que sucumbiu em apenas dois parciais, 6-1 e 6-4. Com este triunfo, Schiavone levou para casa o seu primeiro troféu WTA, bem como um cheque de 25800$ e garantiu a subida ao 27º lugar do ranking mundial feminino.

 

Quadro final Gastein'07

 

publicado por Morais às 12:05
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Julho de 2007

Campeonatos da Europa

Falando ainda dos Campeonatos da Europa, importa referir que não decorreram apenas os de sub-18 masculinos. Também na Áustria, em Gastein, jogaram-se os campeonatos da europa femininos, igualmente de sub-18, com a presença das portuguesas Marina Gallo e Maria Guerreiro. Apenas esta última foi capaz de vencer um encontro, na primeira ronda de singulares, sendo que Marina Gallo venceu apenas dois jogos do seu encontro da eliminatória inaugural. Na variante de pares, em conjunto, as duas jogadoras foram eliminadas logo de entrada, podendo, assim, considerar-se negativa a prestação global das atletas portuguesas.

Martim Trueva (esq.) e Miguel Almeida (dir.) foram os representantes lusos nos europeus de sub-16

Já na categoria de sub-16, disputaram-se também os campeonatos europeus, em Moscovo. Na variante masculina, a representação ficou a cargo de Martin Trueva e Miguel Almeida. Ambos eliminados na primeira ronda de singulares, foi no torneio de pares que os portugueses se destacaram, atingindo os quartos-de-final. Ainda assim, esperava-se bastante mais, sobretudo da parte de Miguel Almeida, 10º cabeça-de-série do torneio.

A esquerdina Maria João Koehler ultrapassou uma ronda, mas baqueou na seguinteDemi Rodrigues passou por este europeu sem lograr qualquer vitória

Já em femininos, coube a Maria João Koehler e Demi Rodrigues defender a honra lusa. E aqui, apenas uma vitória, pertencente a Maria João, que caiu na terceira ronda. Em pares, a dupla portuguesa teve de defrontar as primeiras cabeças-de-série logo na ronda inicial e baqueou, por duplo 6-3.

Francisco RamosVasco Mensurado

Inês XavierMargarida Moura

Por fim, também em sub-14 se disputaram os europeus da categoria, desta feita em Ostrava, na República Checa. Estiveram presentes Francisco Ramos, recente campeão nacional da categoria, Vasco Mensurado, Margarida Moura e Inês Xavier. De todos eles, apenas Margarida Moura não foi capaz de ultrapassar uma ronda em singulares, sendo que todos os restantes se ficaram pela 2ª eliminatória. No entanto, houve lugar à disputa de quadros de consolação. Todos se quedaram pela primeira ronda, à excepção de Francisco Ramos, que seguiu até às meias-finais, onde perdeu com o espanhol Font-Carbonel.

Na variante de pares, as coisas não correram nada bem, tendo as duas duplas perdido na ronda número um.

Para informações mais completas recomendo a consulta do site Ténis em Portugal, onde é feito um acompanhamento exaustivo de tudo o que ao ténis português em geral diz respeito e as estes campeonatos da europa em particular.

 

Campeonatos da Europa

Sub-18

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares femininos

 

Sub-16

Quadro Singulares masculinos

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares masculinos

Quadro Pares femininos

 

Sub-14

Quadro Singulares masculinos

Quadro Singulares femininos

Quadro Pares masculinos

Quadro Pares femininos

Quadro Consolação Singulares masculinos 2

Quadro Consolação Singulares femininos

Quadro Consolação Singulares femininos 2

 

publicado por Morais às 20:52
link do post | comentar | favorito
|

Europeus de sub-18

João esteve bem nos campeonatos da europa

Já aqui se tinha falado de Gastão Elias, cuja campanha o levou até às meias-finais dos campeonatos da europa de sub-18, a disputar em Gastein, na Áustria. No entanto, o tenista da Lourinhã não foi o único português a participar neste evento que reúne os melhores tenistas juniores europeus. Também João Sousa, de 18 anos, esteve presente e logo com uma prestação meritória, tendo atingido os oitavos-de-final, fruto das vitórias alcançadas frente a Mikhail Trukshanin (5-7, 6-0 e 6-4), 26º melhor júnior mundial e Roy Bruggeling (6-4 e 7-6(7-3)), 50º melhor, tendo depois perdido com Soren Wedege, 57º, por 6-4, 4-6 e 6-4 no encontro de acesso aos quartos-de-final da prova. Ainda assim, João Sousa, 60º jogador do ranking mundial júnior, deu mostras de que a aposta em torneios seniores lhe tem conferido maior ritmo competitivo e parece estar no bom caminho, ele que treina em Espanha regularmente.

João Sousa actou também na variante de pares, ao lado de Gastão Elias. O par português ainda venceu um par grego na segunda ronda, mas perdeu depois, no acesso aos quartos-de-final, frente aos britânicos Daniel Cox e Daniel Evans.

 

Campeonato da Europa de sub-18

Quadro de singulares masculinos

Quadro de pares masculinos

 

publicado por Morais às 19:13
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 28 de Julho de 2007

Campeonatos da Europa - Gastão Elias barrado apenas nas meias

Gastão Elias conseguiu um feito histórico no campeonatos da europa, ao ser o primeiro português a atingir as meias-finais

O português Gastão Elias despediu-se, hoje, dos campeonatos da europa de sub-18, a decorrer em Gastein, na Áustria. O holandês Thomas Schoorel foi o responsável pelo fim desta caminhada vitoriosa do jovem luso, vencendo o encontro entre ambos, nas meias-finais do torneio, por 3-6, 7-5 e 6-3. Ainda assim, excelente prestação de Gastão Elias, que partiu para o torneio na condição de terceiro cabeça-de-série e apenas fraquejou nesta recta final e numa partida extremamente equilibrada.

 

Resultados de Gastão Elias

1ª ronda -> Bye

2ª ronda -> Gastão Elias - Santiago Gutierrez: 6-4 e 6-3

3ª ronda -> Gastão Elias - Daniel Cox: 6-4 e 7-5

4ª ronda -> Gastão Elias - Evgueny Donskoy: 7-6(7-5) e 6-1

Quartos-de-final -> Gastão Elias - Janez Semrjac: 6-2, 5-7 e 7-6(7-3)

Meias-finais -> Gastão Elias - Thomas Schoorel: 6-3, 5-7 e 3-6

 

publicado por Morais às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

Michelle na final da WTT!

Michelle Brito e Elena Likhovtseva carimbaram o apuramento para a final da WTT

Os Sacramento Capitals voltaram a derrotar os Springfiled Lasers, desta feita na final da conferência oeste, e garantiram lugar na final da World Team Tennis, competição norte-americana por equipas. Num jogo ainda mais simples que o de há quatro dias atrás, os Caps venceram por 23-17 e, desta vez, Michelle venceu mesmo, ela que, ao lado de Likhovtseva, tinha participado na única derrota da sua equipa no embate do passado dia 25. A dupla luso-russa venceu a romena Andreea Vanc e a americana Tamarine Tanasugarn, por um difícil 5-4, numa altura em que apenas um desaire por 5-0 poderia levar o encontro para um tempo-extra e impossibilitar os Caps de atingirem a sua primeira final desde 2002.

Hoje, disputa-se a final da outra conferência, estando frente-a-frente as equipas dos New York Buzz e dos Philadelphia Freedoms, respectivamente primeiros e segundos da conferência este. Recorde-se que os Sacramento Capitals já defrontaram ambas as equipas, tendo vencido os Buzz e, mais recentemente, perdido com os Freedoms, naquela que foi a única derrota desde a chegada de Michelle à equipa.

 

publicado por Morais às 14:57
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Julho de 2007

WTT - A hora de todas as decisões

Os Caps estão nas meias-finais da WTT - Photos by Bill

Necessitavam da vitória e foi o que conseguiram. Os Sacramento Capitals não fraquejaram no jogo decisivo da conferência oeste e venceram fora os Kansas City Explorers, por 21-17, segurando o segundo posto final da conferência, que garante acesso aos playoff da WTT.

Michelle Brito regressou, ao lado de Likhovtseva, às vitórias nesta competição por equipas, derrotando o par Corina Morariu / Jarmila Gajdosova, por 5-3, o que significa que terminou esta fase regular com uma saldo de sete vitórias contra duas derrotas em pares e duas vitórias e uma derrota (excluindo os desaires a meias com Likhovtseva) em singulares. Nada mau para uma estreante e mais nova competidora nesta edição da WTT.

Amanhã (madrugada portuguesa), os Sacramento Capitals voltam a jogar com os Springfield Lasers, na "terra dos Simpsons", na tentativa de repetir a vitória que obtiveram há três dias atrás. Caso o consigam, atingem a primeira final nos últimos 5 anos -perderam nas meias-finais em 2005 e 2006-, numa competição que venceram em 5 ocasiões (1997, 1998, 1999, 2000 e 2002).

 

publicado por Morais às 14:28
link do post | comentar | favorito
|

.Site amigo

Bolamarela

.Visitas

.Online

hit counter
blogs SAPO